G1 >> Bovespa fecha em alta nesta sexta-feira | Mercados

Na véspera, o Ibovespa encerrou em 62.238 pontos, alta de 0,36% no dia.

O principal índice da B3 (antiga BM&FBovespa, a bolsa brasileira), fechou em alta nesta sexta-feira (30). O mercado continua cauteloso diante da denúncia envolvendo o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva. Na véspera, o governo conseguiu aprovar a reforma trabalhista na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e fixar uma meta de inflação mais baixa do que a atual para os anos de 2019 e 2020.

O Ibovespa fechou a sessão a 62.899 pontos, alta de 1,06% no dia e de 2,96% na semana. Veja a cotação.

Na véspera, o índice terminou o pregão a 62.238 pontos, alta de 0,36% no dia.

Até meados de maio, antes de surgirem as acusações contra Temer, o Ibovespa mostrava alta acumulada superior a 10% no ano, e rondava o patamar de 67 mil pontos. No entanto, a crise política derrubou o índice para um novo patamar, ao redor de 62 mil pontos.

Wall Street registrava leves ganhos nesta sexta-feira, após as fortes quedas da véspera, com as ações do setor de tecnologia ensaiando uma recuperação. O índice S&P 500 tinha leve alta de 0,12%.

“Diante do melhor quadro no exterior, esperamos uma sessão mais favorável por aqui. O quadro doméstico é que não contribui muito, e pode tornar os movimentos menos claros e direcionais”, escreveram analistas da corretora Guide Investimento em nota a clientes.

As atenções permanecem voltadas para o desenrolar da crise política e no seu impacto sobre o andamento das reformas no Congresso Nacional. Neste sentido, a trabalhista deu mais um passo esta semana e o governo espera sua votação no plenário do Senado na próxima semana.

Já a votação da reforma da Previdência parece menos provável neste momento, “com Temer precisando lutar pela sobrevivência”, disse a equipe da Guide.

Fonte Oficial: http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/bovespa-fecha-em-alta-nesta-sexta-feira.ghtml.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!