Valor >> Brasil bate recorde com 10 falências decretadas em 2016, diz S&P

SÃO PAULO  –  A qualidade de crédito das companhias brasileiras acompanhadas pela agência de classificação de risco S&P Global piorou em 2016, acarretando em dez falências no ano, o maior número da história.

As turbulências políticas, o momento ruim dos preços das commodities e uma recessão econômica mais profunda são os principais fatores para esse cenário, segundo a S&P.

Conforme o Brasil enfrenta o enfraquecimento do seu perfil de crédito, a S&P rebaixou a nota soberana do país de ‘BB+’ para ‘BB’ em fevereiro de 2016. Esse rebaixamento levou a vários cortes de notas das companhias brasileiras, principalmente, das instituições financeiras, que têm mais relação com o rating do país.

Além disso, em 22 de maio deste ano, a S&P colocou a nota de crédito do Brasil em observação negativa, após as recentes alegações de corrupção contra o presidente Michel Temer.

“Acreditamos que as pressões sobre os créditos vão continuar em 2017, principalmente por conta das incertezas políticas e econômicas e da qualidade de crédito mais fraca das empresas, que estão mais suscetíveis aos choques macroeconômicos”, afirmou Diane Vazza, diretora de renda fixa da S&P.

Atualmente, mais de 90% das empresas brasileiras estão classificadas em categoria especulativa (‘BB-‘ ou menor) e nenhuma possui nota maior que ‘BBB’ — o menor degrau da categoria de investimentos.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/empresas/5022968/brasil-bate-recorde-com-10-falencias-decretadas-em-2016-diz-sp.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!