Jornal do Comércio >> Tribunal da França isenta Alphabet de multa de 1,11 bi de euros

A Alphabet, controladora do Google, venceu um processo na Justiça da França e com isso não terá de pagar uma multa de 1,11 bilhão de euros (US$ 1,27 bilhão) em uma disputa tributária. A autoridade tributária da França havia demandado a companhia do setor de tecnologia, alegando que ela precisava pagar impostos atrasados referentes a um período de cinco anos.

Em decisão na tarde desta quarta-feira, o tribunal administrativo de Paris concluiu que o lucrativo negócio de vendas de publicidade do Google não poderia ser taxado na França. Com isso, a empresa não terá de pagar tributos sobre a receita obtida com anúncios de clientes franceses.

O resultado, que é relativo aos anos de 2005 e 2010, corrobora a posição do Google na disputa que se arrastou por mais de seis anos e pode ter implicações em outras disputas judiciais na Europa e em outras regiões.

A decisão vale apenas para a França e pode haver apelação. De qualquer modo, trata-se de uma vitória para o Google e outras companhias do Vale do Silício, que enfrentam várias batalhas regulatórias em temas como tributos, competição e privacidade.

Um porta-voz da empresa disse que o tribunal “confirmou que o Google cumpre a lei tributária francesa e os padrões internacionais”. Já o ministro do Orçamento da França, Gerald Darmanin, afirmou que a autoridade tributária analisa se recorrerá. A autoridade destacou “o papel significativo de funcionários franceses na atividade comercial do Google na França”.

Duas semanas atrás, reguladores da União Europeia multaram o Google em 2,4 bilhões de euros (US$ 2,7 bilhões) por abusar de seu domínio como mecanismo de busca para promover um de seus próprios negócios. 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/573409-tribunal-da-franca-isenta-alphabet-de-multa-de-1-11-bi-de-euros.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!