Jornal do Comércio >> Ibovespa tem 5ª alta consecutiva e acumula ganho de 5% na semana

Esta sexta-feira, 14, foi de noticiário escasso e um certo clima de ressaca no mercado de ações, depois de uma semana de definições importantes no cenário doméstico. Ainda assim, o Índice Bovespa teve fôlego para garantir sua quinta alta consecutiva. O indicador terminou o dia aos 65.436,17 pontos, com ganho de 0,40%.

Mais uma vez, contribuíram o bom desempenho dos ativos no mercado internacional e o ambiente político doméstico mais favorável. O volume de negócios, de R$ 6,2 bilhões, mostrou boa parte do mercado continuou fora do pregão.

Receosos com o cenário ainda repleto de incertezas, analistas evitaram usar a palavra “rali” para definir a sequência de altas da Bolsa nos últimos dias. Mas admitiram a relevância da sequência de cinco altas (ganho acumulado de 5,00%), que levaram o Ibovespa ao seu maior patamar no período a partir da crise política (desde 17 de maio).

“Esses cinco dias de alta na Bolsa realmente surpreenderam. Foi uma semana em que as commodities se sobressaíram, o mercado minimizou o risco político e passou a crer em uma coalizão que leve ao avanço das reformas. Assim, passou a considerar a possibilidade de haver algum crescimento da economia nos próximos meses”, disse William Castro Alves, diretor da Valor Gestora de Recursos.

Os pontos altos da semana foram a aprovação da reforma trabalhista no plenário do Senado, na noite de terça-feira (11) e a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro, na quarta (12). Os dois fatores, somados ao cenário externo positivo, levaram o Ibovespa à maior alta da semana, de 1,57%, na quarta-feira. Com o presidente mais fortalecido (ele também teve vitória na CCJ da Câmara), o mercado voltou a considerar a possibilidade de avanço da reforma da Previdência este ano.

A alta desta sexta foi garantida principalmente pelo desempenho positivo das ações de commodities, amparadas na valorização do petróleo e das matérias-primas metálicas negociadas no exterior. Com o petróleo em alta superior a 1%, Petrobras ON e PN subiram 0,52% e 1,40%, respectivamente. Vale ON e PNA subiram 1,17% e 1,39%. O setor financeiro enfrentou alguma volatilidade e terminou o dia majoritariamente em alta.

Entre as ações que fazem parte do Ibovespa, as maiores altas ficaram com MRV ON (+3,28%) e Klabin units (+2,48%). Já Eletrobras ON e PNB caíram 4,64% e 5,11%, refletindo o retorno das dúvidas quanto à proposta do governo de regulamentação do setor elétrico.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/573941-ibovespa-tem-5-alta-consecutiva-e-acumula-ganho-de-5-na-semana.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!