Jornal do Comércio >> Dólar recua ante real em sintonia com o exterior

O dólar opera em queda no mercado doméstico nesta manhã de terça-feira (18) em linha com a desvalorização da moeda norte-americana no exterior em meio aos ganhos de mais de 1,5% do petróleo e diante de um revés das políticas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no Senado dos EUA.

Ontem (17), o Partido Republicano do presidente Trump desistiu de tentar aprovar um projeto de lei de saúde em substituição ao chamado “Obamacare”. Há temores de que a Casa Branca poderá ter dificuldades futuras para implementar outros planos, como gastos em infraestrutura e uma reforma tributária.

Nesta manhã, os Índices Futuros das Bolsas de Nova Iorque tinham viés negativo, após a divulgação de vários balanços de companhias importantes do país e diante da derrota de Trump no Senado do país ontem. Entre as ações em foco, Goldman Sachs recuava 0,99% no pré-mercado, depois de registrar lucro maior no segundo trimestre, porém, de sofrer também recuo de 17% em sua receita com operações na comparação anual. O Bank of America (BofA) também divulgou mais cedo que teve lucro líquido de US$ 5,27 bilhões no segundo trimestre do ano, 10% maior que o ganho de US$ 4,78 bilhões obtido em igual período de 2016. O lucro por ação ficou em US$ 0,46, superando a projeção de analistas, de US$ 0,43.

Os investidores locais devem monitorar durante o dia a precificação do IPO do Carrefour na B3.

Por volta das 9h30min, o dólar à vista registrou máximas, em meio a um movimento de recomposição de compras por tesourarias e importadores após a moeda ter voltado a cair antes ao patamar de R$ 3,17. No horário acima, o dólar à vista registrava R$ 3,1723 (-0,33%), após tocar em máxima aos R$ 3,1740 (-0,28%), enquanto o dólar futuro para agosto recuava 0,31%, aos R$ 3,1820, na máxima.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/574351-dolar-recua-ante-real-em-sintonia-com-o-exterior.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!