Jornal do Comércio >> Equipe econômica ainda está em processo de discussão do relatório bimestral

A secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, afirmou nesta terça-feira (18), que a equipe econômica ainda está discutindo os dados do relatório de avaliação de receitas e despesas do 3º bimestre. Ela não antecipou, contudo, se a tendência é haver liberação ou corte de recursos do Orçamento. “Nosso compromisso é de levar a melhor informação possível a partir dos parâmetros”, disse.

Como mostrou nesta segunda-feira (17), o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o governo praticamente descartou a possibilidade de liberar parte dos R$ 39 bilhões ainda bloqueados no Orçamento e já considera eventual necessidade de ampliar o corte.

Hoje, o Tesouro Nacional ainda informou que vai incorporar uma despesa primária adicional de R$ 1,408 bilhão em 2017 até maio com a nova metodologia de impacto fiscal do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Além desse valor, o relatório trará estimativa de gasto para o ano todo.

O coordenador-geral de Estudos Econômico-Fiscais do Tesouro, Felipe Bardella, afirmou porém que não é possível avaliar se a incorporação das despesas primárias com o Fies aumenta a chance de contingenciamento. “Não tenho como responder isso agora, vai depender do conjunto de informações do relatório”, afirmou.

Ana Paula disse ainda que a criação da Taxa de Longo Prazo (TLP) como nova referência para financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) faz parte do esforço do governo para explicitar qualquer eventual subsídio. “Os subsídios devem ser objeto de discussão dentro do Congresso e da sociedade”, disse.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/574543-equipe-economica-ainda-esta-em-processo-de-discussao-do-relatorio-bimestral.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!