Jornal do Comércio >> Ibovespa marca mínima abaixo dos 65 mil pontos com Nova Iorque

Depois de alternar os sinais negativo e positivo, o Ibovespa passou a cair e perdeu o patamar dos 65 mil pontos na mínima nesta terça-feira (18). A influência mista do exterior justifica a falta de uma direção clara nesse início de pregão. Em Nova Iorque, as bolsas abriram em queda, confirmando o sinal dos índices acionários futuros e as principais commodities sobem.

Um operador do mercado de ações lembrou que a baixa liquidez, intensificada pelas férias no hemisfério Norte, e o início oficial do recesso no Congresso Nacional deixam a bolsa sem rumo certo. Assim, a principal influência vem de Nova Iorque, afetada hoje por balanços de grandes empresas, sobretudo bancos. “A alta das commodities é o que pode limitar as perdas do Ibovespa hoje”, afirmou o profissional, referindo-se à alta de 3,04% do minério de ferro hoje no mercado à vista chinês (Qingdao) e à valorização de mais de 1% dos futuros do petróleo.

No mercado de câmbio, o dólar segue em queda ante o real e, portanto, em linha com o observado no exterior, o que favorece os ativos domésticos, inclusive no mercado de ações. O enfraquecimento global da moeda americana acontece diante da “fraqueza política de Donald Trump (…) dentro e fora do partido”, evidenciada pela “nova derrota do republicano em mais uma tentativa de substituir o chamado Obamacare, uma antiga promessa de acabar com o programa de saúde nos moldes de seu antecessor”. A avaliação é do analistas Cleber Alessie Machado Neto da corretora H.Commcor.

Às 10h54min, o Ibovespa recuava 0,23% aos 65.062 pontos. Na mínima, marcara 64.970 pontos (-0,37%). Dow Jones recua 0,30%. O barril do Brent para outubro sobe 1,18%.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/574358-ibovespa-marca-minima-abaixo-dos-65-mil-pontos-com-nova-iorque.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!