Jornal do Comércio >> Indicador revela reversão da recessão, mas mostra que retomada é frágil

O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil caiu 1% entre maio e junho, para 106,5 pontos, divulgaram nesta terça-feira (18) o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e o Conference Board.

Por outro lado, o indicador Coincidente Composto da Economia (Icce) que mensura as condições econômicas atuais, subiu 0,7% no mesmo período, para 98,9 pontos, e indica reversão da recessão iniciada no segundo trimestre de 2014. “O resultado positivo do Icce em junho coloca a variação de seis meses anualizado do indicador acima de 2% pelo terceiro mês consecutivo”, diz Paulo Picchetti, coordenador da FGV.

Mas o declínio do Iace no mês mostra que a retomada é frágil, principalmente no momento atual, com a deterioração da confiança da situação econômica no futuro em função das incertezas políticas, avalia Picchetti. “A queda do IACE indica a fragilidade potencial desta retomada, em um contexto onde os componentes de expectativas do indicador deterioraram-se em função das incertezas com relação aos efeitos da crise política sobre o desempenho econômico”, afirma Picchetti.

Dentre os componentes do indicador, cinco contribuíram para queda em junho, como os de expectativas no setor de Serviços (-5,7%), da Indústria (-3,8%) e do Consumidor (-3,1%). O índice de Termos de Troca (-1%) e o índice de produção física de bens de consumo duráveis (-0,6%) também influenciaram a retração do IACE no mês.

O Indicador Antecedente Composto da Economia agrega oito componentes econômicos que medem a atividade econômica no Brasil. Segundo as instituições, a agregação dos indicadores individuais em um índice composto filtra os chamados “ruídos”, colaborando para que a tendência econômica efetiva seja encontrada.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/574366-indicador-revela-reversao-da-recessao-mas-mostra-que-retomada-e-fragil.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!