Jornal do Comércio >> Lucro da Johnson & Johnson tem leve queda no 2º trimestre, mas supera previsão

O lucro líquido da Johnson & Johnson registrou leve queda no segundo trimestre deste ano, atingindo US$ 3,83 bilhões, ou US$ 1,40 por ação, de US$ 3,9 bilhões, ou US$ 1,43 por ação, no mesmo período do ano passado. Excluindo alguns fatores, os ganhos por ação chegam a US$ 1,83, acima da previsão de US$ 1,79 dos analistas ouvidos pela FactSet.

A receita da companhia subiu 1,9% no segundo trimestre, para US$ 18,84 bilhões, na comparação com o mesmo período de 2016. A Johnson & Johnson elevou suas perspectivas para o final deste ano. Segundo o CEO da empresa, Alex Gorsky, os investimentos irão acelerar o crescimento das vendas no segundo semestre de 2017, destacando a aquisição da empresa Actelion no trimestre passado. Apesar disso, a companhia enfrenta forte concorrência com preços mais baixos para alguns de seus setores-chave. E, com quase metade de suas vendas no exterior, os resultados da J&J foram pressionados por um dólar americanos mais forte e pela fraqueza em alguns mercados emergentes.

A receita global no ramo farmacêutico da J&J, o maior da empresa, recuou 0,2% na mesma base comparativa, a US$ 8,64 bilhões, devido a desafios cambiais estrangeiros. Já o ramo de dispositivos médicos cresceu 4,9%, para US$ 6,73 bilhões. Na divisão de produtos de consumo, as vendas avançaram 1,7%, a US$ 3,48 bilhões.

No pré-mercado em Nova Iorque, os papéis da Johnson & Johnson operavam em alta de 1,10%, a US$ 133,60, às 8h50min (de Brasília).

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/574349-lucro-da-johnson–johnson-tem-leve-queda-no-2-trimestre-mas-supera-previsao.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!