Jornal do Comércio >> Em linha com petróleo e bolsas no exterior, Ibovespa abre em alta firme

O Ibovespa abriu com sinal positivo nesta terça-feira (25) e com o apoio de todas as blue chips. O petróleo em alta de aproximadamente 2% na Nymex (NY) e na ICE (Londres) colabora para a abertura positiva, assim como a franca valorização dos índices acionários em Nova Iorque, tanto no mercado futuro quando no à vista, e nas bolsas europeias.

Na Bolsa brasileira, a ação da Fibria também contribui para a apreciação do Ibovespa acima dos 65 mil pontos. A empresa de celulose divulgou pela manhã que registrou prejuízo de R$ 259 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo assim o lucro de R$ 745 milhões no mesmo período do ano passado. O prejuízo é explicado pelo resultado financeiro negativo, de R$ 789 milhões. Por sua vez, o Ebitda ajustado somou R$ 1,071 bilhão, com avanço de 16% ante o segundo trimestre de 2016, graças ao maior volume de vendas e ao aumento de 11% do preço médio líquido em dólar da celulose.

A BDR da Biotoscana, que realizou na segunda-feira (24) sua abertura de capital, abriu em alta e, às 10h45min desta terça, subia 4,87%.

Nesse horário, o Ibovespa subia 0,88% aos 65.673,56 pontos. Petrobras ON subia 2,23%. Vale ON avançava 3,54%, sendo que o minério de ferro fechou hoje em alta de 2,39% no mercado à vista chinês (Qingdao). Dow Jones avançava 0,57% e S&P500 subia 0,31%.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/575647-em-linha-com-petroleo-e-bolsas-no-exterior-ibovespa-abre-em-alta-firme.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!