Jornal do Comércio >> Bolsas da Europa fecham na maioria em baixa, em reação a balanços

As bolsas da Europa terminaram a quinta-feira (27) sem sinal único, mas a maioria delas em território negativo. Novamente, notícias do setor corporativo estiveram no radar dos investidores, em meio à temporada de balanços.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,20%, em 381,99 pontos.

Na agenda de indicadores, o índice de confiança do consumidor da Alemanha subiu de 10,6 em julho para 10,8 em agosto, segundo o instituto GfK. O resultado superou a expectativa de estabilidade dos analistas.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 recuou 0,12%, a 7.443,01 pontos. Entre as ações em foco, AstraZeneca caiu 15,41%, após a companhia anunciar que um aguardado remédio para o câncer não atendeu às expectativas. Entre os bancos, Lloyds e Barclays tiveram baixa de 2,29% e 1,23%, respectivamente. A petroleira BP recuou 0,10%. Já entre as mineradoras, Glencore subiu 0,32% e Anglo American teve ganho de 3,22%.

Em Frankfurt, o índice DAX fechou com perda de 0,76%, em 12.212,04 pontos. Deutsche Bank caiu 6,48%, após balanço que não agradou ao mercado, enquanto entre as montadoras Daimler caiu 0,51% e Volkswagen cedeu 2,38%. Já Deutsche Telekom e Commerzbank subiram 0,81% e 0,18%, respectivamente, entre as ações mais negociadas. Bayer caiu 2,95%, após divulgar balanço e revisar para baixo sua expectativa de resultados para todo o ano.

Na bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em baixa de 0,06%, em 5.186,95 pontos. Entre as ações mais negociadas, Orange subiu 1,05%, Vallourec recuou 0,34% e Nokia teve alta de 3,14%. Crédit Agricole teve alta de 0,50% e BNP Paribas subiu 0,15%, entre os bancos. A petroleira Total, por sua vez, teve baixa de 0,51%.

O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, fechou em alta de 0,26%, para 21.634,72 pontos. Entre as ações em foco, Fiat Chrysler caiu 0,10%, após divulgar balanço, Telecom Italia recuou 0,06% e Enel subiu 0,66%. Unione di Banche Italiane teve ganho de 1,09%.

Em Madri, o índice IBEX-35 também avançou 0,26%, a 10.603,40 pontos. Telefónica se destacou e subiu 3,8%, após balanço, e Banco de Sabadell e BBVA tiveram alta de 1,83% e 0,42%, respectivamente. Iberdrola ganhou 0,33%, no setor de energia, enquanto Mapfre teve alta de 0,76%, um dia após divulgar balanço.

Na bolsa de Lisboa, o PSI-20 recuou 0,36%, a 5.250,84 pontos. Banco Comercial Português subiu 0,96%, mas Corticeira Amorim, Galp e Jerónimo Martins caíram 2,08%, 0,82% e 4,32%, respectivamente. 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/576177-bolsas-da-europa-fecham-na-maioria-em-baixa-em-reacao-a-balancos.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!