Valor >> Corte de juros garante alta apenas moderada do Ibovespa

SÃO PAULO  –  A expectativa de que o Banco Central (BC) possa reduzir os juros básicos da economia para à taxa mínima histórica, de 7,25% ao ano, animou os investidores de ações logo pela manhã, mas o efeito foi desfeito ao longo do pregão. O Ibovespa chegou a subir 1,06%, mas, em um dia de fraco giro financeiro, o ganho foi reduzido quando as bolsas americanas passaram a cair.

No fim do pregão, o Ibovespa marcou leve alta de 0,41% aos 65.277 pontos, sustentado pela valorização das empresas ligadas ao consumo e as que tiveram bons resultados financeiros no segundo trimestre do ano. O giro financeiro do Ibovespa ficou em R$ 4,7 bilhões, um volume abaixo da média diária do ano, que é de R$ 6,1 bilhões.

As bolsas americanas, que chegaram a bater recordes históricos de alta durante o dia, inverteram o movimento com o recuo das ações de tecnologia. O S&P fechou em baixa de 0,10%, o Nasdaq recuou 0,63% e o Dow Jones teve leve alta de 0,39%. “Como as operações da bolsa brasileira estão concentradas no giro diário, quando o mercado americano passou a cair deu início a um movimento de realização de lucros”, diz um operador.

Entre as ações mais negociadas, os destaques de alta ficaram com os papéis da Natura, que subiram 6,11%, os da JBS, que tiveram alta de 5,76%, e da Sabesp, com ganho de 2,74%.

A JBS fez um acordo de refinanciamento com bancos credores e a agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P), na quarta-feira, retirou o rating da empresa da observação negativa. Apesar da alta, os papéis da empresa não voltaram aos preços do dia 17 de maio, início da crise política. Naquela ocasião, a ação valia R$ 9,50 e hoje estava cotada a R$ 7,90. As ações da Natura subiram depois que a empresa informou que o lucro líquido do segundo trimestre cresceu 79,8% para R$ 163,5 milhões na comparação com o mesmo período do ano passado.

A queda dos juros favorece as ações das construtoras, das empresas de shopping centers e das companhias mais alavancadas com dívidas em moeda local. Não é possível mensurar exatamente o impacto da redução dos juros sobre o preço dos papéis, mas algumas ações claramente têm se beneficiado deste movimento. Os papéis da construtora Cyrela já subiram 19,74% neste ano e as ações das Lojas Renner tiveram alta de 41,08% desde janeiro.

Além da Natura, outras empresas que fazem parte do Ibovespa divulgaram hoje os resultados financeiros do segundo trimestre. A Ambev informou que o lucro líquido de abril a junho caiu 1,06% para R$ 2,013 bilhões e as ações da empresa fecharam com alta de 1,49%.

O Bradesco teve lucro líquido contábil de R$ 3,911 bilhões, com queda de 5,4%, em relação ao mesmo período do ano anterior. A inadimplência caiu, mas a concessão de crédito ficou mais baixa do que o esperado. Os papéis preferenciais do banco recuaram 0,05% e as ações ordinárias caíram 1,01%. As demais ações do sistema financeiro também fecharam em baixa, com exceção do Santander, que subiu 0,54%. O banco divulga o resultado financeiro do segundo trimestre amanhã.

No setor de commodities, as ações PNA da Vale recuaram 0,47% e os papéis ordinários tiveram leve alta de 0,13%. A empresa divulgou que teve lucro de R$ 60 milhões no segundo trimestre do ano, uma queda de 98,3% em relação ao segundo trimestre do ano passado. O resultado foi influenciado pela variação cambial. A taxa média de câmbio no segundo trimestre ficou 8,3% menor do que a registrada no mesmo período do ano anterior. Entretanto, o resultado operacional foi considerado positivo, segundo observam os jornalistas Rafael Rosas e Alessandra Saraiva, o que ajudou a limitar o impacto negativo sobre os papéis.

As ações da Petrobras fecharam em alta, seguindo a valorização do preço do petróleo do mercado externo. As ações PN da estatal subiram 0,15% e os papéis ON ganharam 0,52%. Os contratos futuros de petróleo WTI tiveram alta de 0,80% a US$ 49,14.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5057218/corte-de-juros-garante-alta-apenas-moderada-do-ibovespa.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!