Jornal do Comércio >> Setor público tem déficit primário de R$ 19,552 bilhões em junho, revela Banco Central

Em meio às dificuldades do governo na área fiscal, o setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou déficit primário de R$ 19,552 bilhões em junho, informou nesta sexta-feira, 28, o Banco Central (BC). Em maio, havia sido registrado déficit de R$ 30,736 bilhões e, em junho de 2016, um déficit de R$ 10,061 bilhões.

O resultado primário consolidado do mês passado ficou perto do teto das estimativas que iam de déficit de R$ 35,2 bilhões a déficit de R$ 19,2 bilhões. A mediana estava negativa em R$ 20,500 bilhões.

O déficit primário de R$ 19,552 bilhões em junho é o pior resultado para o mês desde o início da série histórica, iniciada em dezembro de 2001.

O resultado fiscal de junho foi composto por um déficit de R$ 19,937 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS). Os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado positivamente com R$ 240 milhões no mês. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 346 milhões, os municípios tiveram resultado negativo de R$ 107 milhões. Já as empresas estatais registraram superávit primário de R$ 145 milhões.

O déficit primário do setor público consolidado considerado pelo Banco Central é de R$ 143,1 bilhões para 2017, parâmetro que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Essa projeção leva em conta um rombo de R$ R$ 139,0 bilhões para o Governo Central em 2017.

Nesta semana, porém, aumentaram as especulações em Brasília e no próprio mercado financeiro em torno da possibilidade de alteração da meta deste ano. Isso porque os resultados fiscais têm frustrado o governo, que está com margem apertada para cumprir a meta.

O BC informou que as contas do setor público acumularam um déficit primário de R$ 35,183 bilhões no primeiro semestre de 2017. A quantia representa 1,11% do Produto Interno Bruto (PIB). No mesmo período do ano passado, havia déficit primário de R$ 23,776 bilhões (0,78% do PIB).

O resultado fiscal no acumulado de janeiro a junho foi obtido com um déficit de R$ 54,754 bilhões do Governo Central (1,72% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um saldo positivo de R$ 18,996 bilhões (0,60% do PIB).

Enquanto os Estados registraram superávit de R$ 15,275 bilhões (0,48% do PIB), os municípios alcançaram um resultado positivo de R$ 3,722 bilhões (0,12% do PIB). As empresas estatais registraram um superávit de R$ 575 milhões no primeiro semestre deste ano (0,02% do PIB).

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/576433-setor-publico-tem-deficit-primario-de-r-19-552-bilhoes-em-junho-revela-banco-central.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!