Jornal do Comércio >> Dólar recua ante rivais influenciado por dados econômicos dos EUA

O recuo do dólar ante seus principais rivais se intensificou nesta sexta-feira (28), após a divulgação de dados que mostraram que a inflação dos Estados Unidos continua morna, apesar de uma aceleração do crescimento econômico.

O Departamento do Comércio disse hoje que o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA subiu numa taxa anualizada de 2,6% no segundo trimestre. Isso ante uma alta de apenas 1,2% verificada no trimestre anterior.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar recuava para 110,62 ienes, de 111,23 ienes na tarde de ontem; o euro subia para US$ 1,1759, de US$ 1,1677; e a libra avançava para US$ 1,3146, de US$ 1,3066.

Os dados de hoje também indicaram uma inflação fraca, um possível obstáculo para os planos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de elevar os juros neste ano.

O índice de gastos com consumo pessoal – o indicador de inflação preferido do Fed – subiu 0,3% no segundo trimestre e a inflação insiste em ficar abaixo da meta do Fed de 2% nos últimos anos.

Expectativas de que os juros permaneçam baixos nos EUA geralmente pesam no dólar, ao encorajar investidores a comprarem moedas mais rentáveis.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/07/economia/576571-dolar-recua-ante-rivais-influenciado-por-dados-economicos-dos-eua.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!