Jornal do Comércio >> Venda de veículos novos aumenta 1,9% em julho

A venda de veículos novos no Brasil subiu 1,9% em julho deste ano ante igual mês do ano passado, para 184,8 mil unidades, em soma que considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, informou ontem a Fenabrave, associação que representa as concessionárias. Trata-se do terceiro crescimento consecutivo nessa base de comparação.

Por outro lado, se comparado a junho, o mercado teve queda de 5,19%. No acumulado do ano, de janeiro a julho, as vendas somaram 1,204 milhão de unidades, alta de 3,38% em relação a igual período do ano passado. A variação se aproxima da projeção da Fenabrave para o desempenho do mercado no ano todo, de expansão de 3,85%, com a venda de 2,129 milhões de unidades.

Por segmento, a venda de automóveis e comerciais leves, que representam a maior fatia do mercado, teve alta de 2,33% em julho ante igual mês do ano passado, para 178,8 mil unidades. Porém, em relação a junho, os emplacamentos dos chamados veículos leves caíram 5,48%. O acumulado do ano, com os resultados, tem expansão de 3,95%, para 1,17 milhão de unidades.

A venda de caminhões em julho, por sua vez, caiu 3,35% ante o desempenho de julho do ano passado, para 4,5 mil unidades. Já na comparação com junho, o segmento teve avanço de 8,25%. No acumulado dos primeiros sete meses do ano, em relação a igual período de 2016, houve retração de 13,7%, para 25,9 mil unidades.

O mercado de ônibus, enquanto isso, foi o único que caiu em todas as comparações. Com 1,4 mil unidades vendidas em julho, houve recuo de 24,7% ante igual mês do ano passado e de 6,15% sobre o resultado de junho. No acumulado do ano, a queda é de 11,06%, para 7,9 mil unidades.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, a queda nas vendas de automóveis e comerciais já era esperada em função das férias de julho e das incertezas do cenário político.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/577126-venda-de-veiculos-novos-aumenta-1-9-em-julho.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!