Jornal do Comércio >> GM confirma hoje investimento de R$ 1,5 bilhão em Gravataí

Patrícia Comunello

A General Motors anuncia, na manhã de hoje, o terceiro ciclo de investimentos no complexo automotivo de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A direção da montadora no Brasil e Mercado Comum do Sul (Mercosul) deve confirmar a aplicação de R$ 1,5 bilhão para implantar uma nova plataforma de carros. O ato trará ao Estado o presidente da GM no Mercosul, Carlos Zarlenga. O governador José Ivo Sartori (PMDB) deve marcar o ato como resultado de negociações entre seus assessores e representantes da empresa, para assegurar o aporte no Complexo Industrial Automotivo de Gravataí (Ciag). A fábrica, que começou a produzir veículos em 2000, é considerada uma das mais eficientes da companhia no mundo.  

O anúncio estava previsto inicialmente para ontem, mas, como era feriado municipal de Nossa Senhora dos Anjos, padroeira da cidade, acabou sendo reagendado para hoje. O prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB), encara a decisão como “meganotícia”. “É simbólico no meio da turbulência e do desânimo na economia. Gravataí vai na contramão e retoma a motivação. Tomara que sirva de exemplo para outras empresas”, comemora o peemedebista. Será a terceira ampliação da unidade, que começou a ser construída em 1997 e colocou o primeiro carro no mercado em julho de 2000. As outras duas operações foram em 2004 e 2009.

A confirmação a ser feita hoje pela GM faz parte do plano de investimento da marca para o País informado em 2015, projetado em R$ 6,5 bilhões para desenvolvimento de novos produtos e capacidade fabril. Sabia-se que a unidade de Gravataí estaria no pacote. A crise, que gerou forte queda nas venda de automóveis, chegou a estremecer o plano em 2016. A negociação com o governo gaúcho entrou em linha há um ano, mas se intensificou nos meses recentes. A empresa vai fabricar um novo modelo, seguindo camionetes SUV e com plataforma mundial, com exportação para a América Latina e podendo abastecer outros mercados pelo mundo.

A instalação atual da fábrica não deve sofrer ampliação física. Serão instalados novos maquinários para o desenvolvimento e fabricação do modelo. Obras físicas devem ocorrer em unidades de sistemistas que estão no Complexo Industrial Automotivo de Gravataí e de outros que podem ser agregados, devido a fornecimento de materiais. No plano estadual, a GM vai usufruir de incentivos do Fundopem e do programa Integrar-RS, que adia o recolhimento de ICMS gerado na produção dos novos modelos. Para a terceira ampliação, houve ainda a aprovação de lei que estende incentivos a fornecedores de ferramental que estejam no Estado, mas fora do Ciag, o que animou o setor de máquinas e equipamentos. A fábrica produz hoje os modelos Onix e Prisma, com capacidade instalada de montar 380 mil unidades por ano. São pouco mais de 6 mil empregos no complexo, 2,5 mil diretos e o restante, indiretos.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/577425-gm-confirma-hoje-investimento-de-r-1-5-bilhao-em-gravatai.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!