Valor >> SulAmérica tem queda de 36,3% no lucro do trimestre

SÃO PAULO  –  A empresa de seguros SulAmérica registrou um lucro líquido de R$ 80,6 milhões no segundo trimestre de 2017, queda de 36,3% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A última linha do balanço recuou com a sinistralidade mais alta do ramo de saúde e odontológico e com a influência negativa da queda de juros no resultado financeiro da empresa.

As receitas operacionais dos três meses avançaram 5,7% na mesma base de comparação, passando para R$ 4,36 bilhões. A maior contribuição foi do ramo de saúde com receita de R$ 3,3 bilhões, alta de 9,8%, e o segmento de automóveis teve queda de 11% no indicador, passando para R$ 724 milhões.

A sinistralidade dos três meses encerrados em junho ficou 3,3 pontos percentuais pior, saindo de 77,5% no ano passado para 80,8% neste ano. Em saúde e odontológico, a sinistralidade subiu 3,7 pontos, para 85,8%, e no segmento de automóveis piorou 0,6 ponto, para 68,1%.

A companhia afirma no relatório da administração que o desempenho dos seguros de automóveis começa a mostrar sinais de recuperação, registrando crescimento de receitas e melhora na sinistralidade em relação ao início do ano. O segmento, porém, segue impactado por elevada taxa de frequência de furto e roubo de veículos em várias regiões do Brasil e uma lenta recuperação na venda de veículos novos.

O índice combinado — que mede a eficiência operacional da seguradora e, quanto menor, melhor — saiu de 101,3% para 102,9% na mesma base de comparação.

O resultado financeiro caiu 8,5% e totalizou receita de R$ 212,6 milhões, em linha com a redução da taxa de remuneração dos ativos, segundo a SulAmérica. A rentabilidade da carteira de ativos próprios (ex-previdência) foi de 102,5% do CDI no trimestre.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/empresas/5067166/sulamerica-tem-queda-de-363-no-lucro-do-trimestre.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!