Valor >> PDG e credores pedem mais prazo para definir recuperação judicial

SÃO PAULO  –  A PDG Realty, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o Itaú Unibanco pediram mais prazo ao juiz João de Oliveira Rodrigues Filho, da 1ª Vara de Falências de São Paulo, para definir novo plano de recuperação judicial para a companhia.

Hoje, vencia o prazo para que a PDG e seus principais credores chegassem a um consenso sobre os rumos da recuperação judicial, mas foi solicitada prorrogação até 1º de setembro.

O Bradesco não assinou a petição, mas encaminhou outro documento ao juiz, afirmando que concorda com a mudança do prazo.

As discussões entre empresa e bancos credores se concentram em qual deve ser o tratamento aos projetos com patrimônio afetado — se devem continuar ou não a fazer parte da recuperação judicial.

No início de junho, a PDG apresentou 38 planos de recuperação, com débitos totais de R$ 7,3 bilhões, com R$ 5,75 bilhões sujeitos à recuperação. O plano principal inclui a controladora e a maior parte das 512 sociedades de propósito específico (SPEs) da companhia. Cada um dos 37 planos individuais se refere a um empreendimento com patrimônio de afetação.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/empresas/5068768/pdg-e-credores-pedem-mais-prazo-para-definir-recuperacao-judicial.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!