Jornal do Comércio >> Bolsas da Europa fecham em alta após sessão volátil

As bolsas europeias oscilaram durante o pregão desta terça-feira (8) mas ganharam força na reta final da sessão e fecharam em território positivo, em um dia de volumes menores em negociação. Mesmo um dado mais fraco que o esperado da balança comercial da Alemanha não impediu o movimento, apoiado pela desvalorização do euro, que impulsiona as ações de corporações locais.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,16%, em 382,64 pontos.

Na agenda de indicadores, na Alemanha o superávit comercial subiu a 21,2 bilhões de euros em junho, um pouco abaixo da projeção de 21,4 bilhões de euros dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. As exportações alemãs caíram 2,8% em junho ante maio e as importações tiveram baixa de 4,5%. Na França, houve recuo de 2,8% nas exportações em junho ante maio, mas o número veio dentro do esperado.

Mais para o fim do pregão, porém, os EUA divulgaram um relatório Jolts forte sobre o mercado de trabalho e o sinal positivo da economia americana ajudou o humor nos mercados internacionais. Além disso, o dólar se fortaleceu em relação ao euro após o indicador, o que é positivo para as exportadoras europeias.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou com ganho de 0,14%, em 7.542,73 pontos. Entre os bancos, Lloyds subiu 1,14% e Barclays avançou 0,17%. A petroleira BP teve alta de 0,58%, enquanto as mineradoras Anglo American e Antofagasta subiram 0,15% e 0,58%, respectivamente.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,28%, a 12.292,05 pontos. Entre as ações mais negociadas, E.ON subiu 1,69%, Deutsche Telekom avançou 0,19% e Deutsche Bank caiu 0,03%, em dia de volumes mais baixos. Deutsche Post ganhou 1,4%, após divulgar balanço que mostrou números fortes de negócios no exterior.

O índice CAC-40, da bolsa de Paris, avançou 0,21%, a 5.218,89 pontos. Crédit Agricole subiu 2,79% e BNP Paribas teve ganho de 0,50%, mas Société Générale caiu 0,63%, entre os bancos franceses. A petroleira Total subiu 0,17%, enquanto Claranova recuou 2,08%.

Na bolsa de Milão, o índice FTSE-MIB fechou em alta de 0,08%, em 22.048,30 pontos. Entre os papéis mais negociados, Telecom Italia caiu 2,09% e Intesa Sanpaolo recuou 0,20%, mas Enel, Tiscali e Banco BPM subiram 0,56%, 0,50% e 0,78%, respectivamente. A montadora Fiat caiu 0,10%.

Em Madri, o IBEX-35 subiu 0,55%, a 10.734,70 pontos. BBVA fechou em alta de 0,71% e Santander avançou 0,36%, no setor financeiro, enquanto ArcelorMittal teve ganho de 0,24%

Na bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 avançou 0,02%, a 5.276,86 pontos, praticamente estável. Banco Comercial Português caiu 0,25% e Galp Energia subiu 0,35%, enquanto Jerónimo Martins avançou 0,53%. 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/578364-bolsas-da-europa-fecham-em-alta-apos-sessao-volatil.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!