Jornal do Comércio >> Ciclos financeiros permitem antecipar crises, diz vencedor de Prêmio do Banco Central

O acompanhamento dos preços dos ativos é fundamental para capturar, de maneira adequada, o momento em que se encontram os ciclos financeiros globais e locais, explicou o vencedor do Prêmio Banco Central de Economia e Finanças e vice-secretário do Comitê de Risco Sistêmico Europeu, Tuomas Peltonen. “A análise dos ciclos financeiros nos ajuda a antecipar possíveis crises financeiras e permite que os reguladores adotem medidas macroprudenciais para reduzir o risco sistêmico”, declarou.

O estudo realizado por Peltonen, premiado nesta sexta-feira (11), elabora sobre o papel do crédito como proxy. “Os ciclos financeiros costumam ser mais longos do que os ciclos de crédito”, explicou o economista. Enquanto os ciclos financeiros têm uma duração mais alongada, entre 8 e 20 anos, conforme Peltonen, os ciclos de crédito compreendem um período menor de tempo, que varia de dois a oito anos.

O crédito, portanto, é um dos componentes avaliados por Peltonen para mensurar os ciclos financeiros no conceito restrito, assim como os preços dos ativos. Já no conceito ampliado, o método de análise elaborado pelo economista também leva em conta, além dos aspectos que compõem o conceito restrito, os preços de bonds corporativos e precificação de ações.

A crise de 2008 foi citada por Peltonen como exemplo do papel do crédito sobre os ciclos financeiros. “O crédito não é apenas um amplificador da instabilidade. Em alguns casos, como ocorreu em 2008, ele é uma fonte”, afirmou, lembrando que muitas crises financeiras decorreram de booms de crédito. “Ainda assim, nem todos os booms de crédito terminam em crise e recessão”, complementou.

Para análise dos ciclos de crédito, o estudo prevê o acompanhamento do comportamento da atividade econômica (medida pelo Produto Interno Bruto – PIB), ritmo de consumo, investimentos e horas trabalhadas. “O ponto central para os reguladores e definidores das medidas é que este acompanhamento deve ser feito em tempo real”, de modo a permitir que as medidas macroprudenciais e anticíclicas sejam adotadas em tempo hábil pela autoridade monetária, disse Peltonen.

O economista reconhece que é difícil prever algumas crises, em função de mudanças bruscas em cenários políticos e outros fatores. “É preciso analisar constantemente esses indicadores para entender como os ciclos financeiros permitem antecipar as crises.”

As declarações do vice-secretário do Comitê de Risco Sistêmico Europeu foram feitas no XII Seminário Anual do Banco Central sobre Riscos, Estabilidade Financeira e Economia Bancária.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/579191-ciclos-financeiros-permitem-antecipar-crises-diz-vencedor-de-premio-do-banco-central.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!