Jornal do Comércio >> Bolsas de Nova Iorque fecham sem direção única com dados dos EUA e tensão geopolítica

 Os mercados acionários americanos fecharam sem direção única nesta terça-feira (15), com os investidores aguardando um catalisador antes de fazer grandes movimentos nas ações. O abrandamento das tensões entre Estados Unidos e Coreia do Norte continuou no radar, assim como a perspectiva de uma nova elevação nos juros ainda neste ano.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,02%, aos 21.998,99 pontos; o S&P 500 recuou 0,05%, aos 2.464,61 pontos; e o Nasdaq teve baixa de 0,11%, aos 6.333,01 pontos.

No início do dia, o Departamento do Comércio dos EUA informou que as vendas no varejo subiram 0,6% em julho na comparação com o mês anterior, enquanto economistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam alta de 0,4%. Além disso, o índice Empire State de atividade industrial na região de Nova York subiu de 9,8 em julho para 25,2 em agosto, bastante acima da previsão de 10,3.

De acordo com os futuros dos Fed funds, compilados pelo CME Group, a possibilidade de uma alta na reunião de dezembro do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) passou de 46,7% na segunda-feira para 55,2% hoje. Com isso, ações de instituições financeiras ganharam força: o JPMorgan subiu 0,26% e o Bank of America ganhou 0,20%.

Na semana passada, a tensão entre EUA e Coreia do Norte dominou os mercados globais. No entanto, houve um abrandamento do tom: na noite de segunda-feira, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, participou de uma reunião sobre estratégias militares para atacar o território de Guam, no oeste do Pacífico, mas disse que irá “observar um pouco mais” a atitude de Washington. Por sua vez, o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, afirmou que o governo do presidente Donald Trump está interessado em “encontrar uma maneira de dialogar” com a Coreia do Norte. Na interpretação do mercado, as duas falas foram vistas como um sinal de trégua, ao menos neste momento.

De acordo com Dan Miller, diretor de ações da GW&K Investment Management, os mercados globais continuarão a ignorar as tensões entre Pyongyang e Washington, enquanto as taxas de juros continuarem baixas; o mercado de trabalho, forte e a economia global, saudável. “O mercado acionário deve continuar alegre. Coisas como a Coreia do Norte ou os protestos em Charlottesville tendem a ser superadas”, afirmou.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/579809-bolsas-de-nova-iorque-fecham-sem-direcao-unica-com-dados-dos-eua-e-tensao-geopolitica.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!