Jornal do Comércio >> Dólar sobe com dados dos EUA em meio à espera por metas fiscais

O dólar perdeu força na manhã desta terça-feira (15) após bater as máximas intraday, pressionado pelo fortalecimento da moeda norte-americana no exterior depois da divulgação de dois dados da economia dos Estados Unidos melhores que o esperado. Um operador de uma corretora disse que a desaceleração da alta para R$ 3,2006 (+0,03%) às 9h52min, decorreu de vendas para apuração de ganhos acumulados.

As vendas no varejo americano aumentaram 0,6% em julho ante maio, acima da projeção de alta de 0,4% dos analistas. E o índice Empire State da indústria na região de Nova Iorque passou de 9,8 em julho para 25,2 em agosto, bem acima da expectativa de 10,3 dos economistas. Como consequência, o dólar bateu máximas ante euro e iene e os juros dos Treasuries também atingiram as máximas do dia.

Internamente, os agentes de câmbio estão na expectativa pela definição das metas fiscais do governo brasileiro para este ano e o próximo.

Às 9h53min, o dólar à vista estava em alta de 0,12%, aos R$ 3,2031, enquanto o dólar para setembro avançava 0,41%, aos R$ 3,2145.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/579681-dolar-sobe-com-dados-dos-eua-em-meio-a-espera-por-metas-fiscais.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!