Valor >> Rede de academias Smart Fit pede registro de companhia aberta

SÃO PAULO  –  A rede de academias de ginástica Smart Fit, que opera com as marcas Bio Ritmo e Smart Fit, entrou com um pedido de registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários.

Fundado em 2009, o grupo tem como acionistas a gestora de fundos de private equity Pátria, o GIC (fundo soberano de Cingapura) e a família Corona. Ambos os acionistas aportaram R$ 195 milhões na companhia no ano passado.

Em junho, Edgard Corona, presidente do grupo Bio Ritmo, afirmou que tem plano de abrir 140 novas academias (110 próprias e 30 em franquias) no Brasil, México, Colômbia e Peru. O executivo também disse que a academia quer entrar na Argentina, Paraguai e Equador.

Em 2015, a Smart Fit chegou a analisar a realização de uma oferta inicial de ações, mas acabou desistindo do processo.

No ano passado, a Smart Fit teve uma receita líquida de R$ 641,2 milhões e registrou um prejuízo de R$ 21,2 milhões.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/empresas/5080710/rede-de-academias-smart-fit-pede-registro-de-companhia-aberta.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!