Jornal do Comércio >> Bolsas têm forte queda em Nova Iorque com terror em Barcelona

Os mercados acionários americanos fecharam em forte queda nesta quinta-feira (17), pressionados por um aumento das tensões devido à crise envolvendo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a um ato terrorista em Barcelona.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 1,24%, aos 21.750,73 pontos; o S&P 500 recuou 1,54%, aos 2.430,01 pontos; e o Nasdaq perdeu 1,94%, aos 6.221,91 pontos. S&P 500 e Nasdaq fecharam nas mínimas do dia. Essa foi a maior queda do Dow Jones em 64 sessões.

O forte movimento de aversão a risco começou logo no início do pregão, com os índices acionários americanos abalados pela incerteza em torno da capacidade de Trump de implementar reformas favoráveis a negócios, como cortes nos impostos e maiores investimentos em infraestrutura. O presidente se envolveu em uma nova polêmica nos últimos dias, ao fazer discursos considerados controversos sobre os protestos de supremacistas brancos em Charlottesville, na Virgínia, dizendo que a violência após as manifestações tem culpados dos dois lados.

Esse fato fez com que executivos abandonassem os conselhos consultivos da Casa Branca, provocando uma reação de Trump, que encerrou as atividades do Conselho de Indústria e do de Estratégia. Hoje, o presidente voltou ao assunto, utilizando seu perfil no Twitter para atacar um senador republicano que o criticou e para dizer que a imprensa reportou de forma errada a sua fala sobre Charlottesville.

O movimento de queda nas bolsas de Nova Iorque foi impulsionado no início da tarde, quando uma van avançou contra uma multidão em uma avenida no centro de Barcelona. A polícia logo afirmou que se tratava de um ataque terrorista, que deixou ao menos 12 pessoas mortas e 50 feridas. O ato ocorreu por volta das 17h (horário local) e o grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria.

Próximo do fim do pregão, a polícia catalã informou que um novo incidente havia ocorrido em Barcelona, deixando dois policiais feridos. No entanto, foi descartado que o novo incidente tivesse relação com o primeiro ataque depois do fechamento das bolsas.

O setor de tecnologia foi um dos mais penalizados, com a Apple caindo 1,92% e o Facebook cedendo 1,82%. Entre as instituições financeiras, o Goldman Sachs perdeu 1,86% e o Morgan Stanley recuou 2,00%. 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/580372-bolsas-tem-forte-queda-em-nova-iorque-com-terror-em-barcelona.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!