Jornal do Comércio >> Distribuidoras melhoram desempenho no segundo trimestre de 2017

Grande parte das distribuidoras de energia conseguiu melhorar seu desempenho operacional no segundo trimestre com a redução das perdas e melhora dos indicadores de inadimplência, ainda que a retomada do crescimento do consumo não tenha acontecido. E o cenário apontado por executivos é de otimismo para os próximos trimestres, com expectativa de melhoria no consumo.

O presidente da EDP Energias do Brasil, Miguel Setas, indicou que a companhia – que tem duas distribuidoras, em São Paulo e no Espírito Santo -, trabalha com a perspectiva de consumo de energia estável até o fim do ano, depois de ter registrado, no segundo trimestre, queda de 0,9% no volume de energia distribuída.

Entre abril e junho, o consumo de energia no País caiu 0,95% ante igual período do ano passado, para 114,9 mil gigawatts-hora (GWh), segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). As distribuidoras tiveram números piores, pressionados pela migração de clientes para o mercado livre, em que o consumidor compra a energia diretamente do fornecedor. O mercado cativo, formado por consumidores atendidos pelas distribuidoras, caiu 10,8%, para 79,2 mil Gwh.

Dados prévios de consumo no segundo semestre ainda não mostram com clareza a retomada de consumo, mas dão alguma indicação de melhora do mercado. Números da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) indicam que na primeira quinzena de agosto o consumo caiu 1%, mas, excluindo o impacto da migração para o mercado livre, o consumo no ambiente de contratação regulada teria aumento de 0,3%. Resta saber se esse desempenho foi influenciado por alguma externalidade e se haverá fôlego para mantê-lo.

Os analistas do Goldman Sachs Bruno Pascon Victor Hugo Menezes e Gabriel Francisco esperam que a queda nos volumes comercializados seja “gradualmente revertida” no segundo trimestre, tendo em vista a expectativa de desaceleração da migração de consumidores para o mercado livre e a maior probabilidade de uma recuperação consistente da produção industrial.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/580681-distribuidoras-melhoram-desempenho-no-segundo-trimestre-de-2017.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!