Valor >> Ibovespa não consegue sustentar os 69 mil pontos e fecha em queda

SÃO PAULO  –  Em um dia de fraco volume financeiro, o Ibovespa não teve forças para sustentar o patamar dos 69 mil pontos. O índice chegou a atingir o nível máximo de 69.068 pontos pela manhã – o maior patamar intradia desde 23 de fevereiro -, mas encerrou o pregão aos 68.635 pontos, com leve queda de 0,12%. O giro financeiro ficou em R$ 5,1 bilhões, abaixo da média diária do mês, que está em R$ 5,9 bilhões.

De acordo com profissionais, o Ibovespa deve enfrentar resistência para superar o patamar dos 69 mil pontos. Um dos fatores que restringe o movimento de alta é a dificuldade do governo em aprovar a Medida Provisória 777, que cria a TLP (Taxa de Longo Prazo), que substituirá a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) e acabará com o subsídio do governo ao setor privado. A medida precisa de maioria simples para ser votada, mas o governo não tem conseguido quórum para a leitura do documento.

Outro fator de apreensão entre os investidores é a suspensão do leilão de quatro usinas da Cemig, que renderiam R$ 11,055 bilhões ao governo na forma de cobrança de bônus de outorga dos vencedores da disputa. O leilão das usinas Jaguara, São Simão, Miranda e Volta Grande estava programado para 27 de setembro. “Há ainda a questão da MP do Refis, que pode entrar em nova rota de colisão entre a equipe econômica e a ala política após divergências com o relator da matéria e que tendem a comprometer a arrecadação potencial deste novo Refis”, diz Vitor Suzaki, da Lerosa Investimentos

No cenário externo, a complicada situação do governo dos Estados Unidos também não anima os investidores. O presidente Donald Trump tem poucas chances de sucesso na aprovação da reforma fiscal e tributária que foi prometida em campanha. Outro ponto de interrogação é a proximidade da reunião de Jackson Hole, com encontro dos principais representantes dos Bancos Centrais.

Do lado positivo para o Ibovespa, pesa a dinâmica positiva do preço das commodities. Além disso, o excesso de liquidez internacional favorece os investimentos na bolsa de valores. Neste mês, até o dia 17, os estrangeiros já aplicaram R$ 1,97 bilhão na bolsa de valores. No ano, o saldo é positivo em R$ 9,89 bilhões.

Já a análise gráfica mostra que o Ibovespa pode testar novos patamares de alta a partir da próxima semana. De acordo com Danilo Zanini, analista gráfico da XP Investimento, depois de subir nas últimas quatro semanas, é provável que o índice passe por alguma correção nesta semana, operando perto da estabilidade. “Mas é possível que na próxima semana o índice volte a subir. Nesse caso, poderia superar os 69 mil pontos e buscar a região de 73 ou 74 mil pontos” diz. Mesmo assim, Zanini considera que a região dos 69 mil pontos é um forte ponto de resistência. “Esse patamar pode ser um grande obstáculo para o índice”, diz.

As principais “blue chips” do Ibovespa fecharam com comportamentos distintos. De um lado, as ações da Vale subiram acompanhando a alta do preço do minério de ferro no mercado internacional. Do outro, os papéis da Petrobras caíram seguindo a desvalorização do preço do petróleo. As ações que tiveram as maiores altas foram as do setor de celulose.

Os papéis ordinários da Fibria subiram 4,20% e as ações da Suzano Papel e Celulose ganharam 3,64%. Alguns fatores contribuem para a alta dos papéis. As perspectivas favoráveis para os preços da celulose juntamente com a possibilidade de uma fusão entre Suzano e Fibria são alguns deles.

As ações PNA da Vale – que já deixaram o Ibovespa devido à migração de ações – subiram 0,65% e as ações ordinárias ganharam 0,63%. Já as ações PN da Petrobras recuaram 1,91% e os papéis ordinários tiveram baixa de 1,71%. As ações do sistema financeiro caíram e a maior baixa ficou com os papéis ordinários do Bradesco, que recuaram 1,12%. Já as ações do Banco do Brasil tiveram ganho de 1,31%.

Hoje houve o exercício de contratos de opções sobre ações, que movimentou R$ 4,60 bilhões na B3. Deste total, R$ 3,8 bilhões foram em opções de compra e R$ 788,9 milhões em opções de venda.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5088760/ibovespa-nao-consegue-sustentar-os-69-mil-pontos-e-fecha-em-queda.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!