Jornal do Comércio >> Operação investiga fraude em aposentadorias de militares

Uma operação para combater um esquema de fraude na obtenção de licenças e aposentadorias de militares foi deflagrada ontem pela Polícia Federal (PF), pela Polícia Judiciária Militar, pelo Ministério Público Militar e pela Advocacia-Geral da União. A ação cumpriu mandados de prisão preventiva, condução coercitiva, e busca e apreensão nas cidades de Canoas e Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

De acordo com a investigação, a fraude consistia na apresentação de atestados médicos ideologicamente falsos, com indicação de doenças psiquiátricas e outros artifícios, para iludir a Administração Militar, a Justiça Federal e a Justiça Militar. O objetivo era manter militares temporários vinculados ao Exército para supostos tratamentos de saúde e, posteriormente, para obtenção da reforma militar. Um escritório de advocacia no município de Canoas promovia o suporte para a propositura de ações judiciais que geravam as fraudes.

As diligências flagraram pessoas com diagnósticos incapacitantes para a vida militar, por problemas físicos ou psíquicos, em uma rotina normal de vida, inclusive com ocupações remuneradas, confirmando a fraude na obtenção de licença médica ou reforma militar.

Os crimes investigados envolvem estelionato e falsidade ideológica. De acordo com a PF, as investigações seguem para apurar o prejuízo causado e o número exato de pessoas envolvidas nas fraudes.

 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/580942-operacao-investiga-fraude-em-aposentadorias-de-militares.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!