Jornal do Comércio >> Reprogramação de pagamento do Galeão dá sustentabilidade ao negócio

O consórcio RIOgaleão diz que o novo modelo de pagamento da outorga do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), aprovado nesta terça-feira (22), pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), somado à liberação do empréstimo de longo prazo e à conclusão da reestruturação societária do grupo, assegurará a sustentabilidade definitiva do negócio.

O novo perfil de pagamentos permitirá a antecipação das parcelas de outorga referentes a 2018, 2019 e parte de 2020, em dois pagamentos que significarão um aporte de R$ 3,5 bilhões aos cofres do governo. Depois de quitar essas parcelas, o RIOgaleão voltará a fazer novos desembolsos para a outorga apenas em 2023. A proposta de reprogramação mantém o mesmo valor previsto no contrato inicial da concessão.

Em julho a HNA Infrastructure assinou o contrato de compra da participação da Odebrecht TransPort no negócio. A conclusão da transação está sujeita a condições precedentes, como a aprovação da Anac à troca de acionistas. A multinacional, sócia da Azul Linhas Aéreas, vai pagar R$ 60 milhões pela fatia de 31% do grupo baiano. O acerto prevê que a HNA assuma dívida, outorga da concessão e um compromisso de aporte de US$ 620 milhões.

Além da Infraero, que detém 49% do aeroporto, a empresa de Cingapura Changi mantém 20% de participação no grupo. Desde que assumiu o Galeão, há três anos, o consórcio já investiu R$ 2 bilhões na modernização de sua estrutura.

A concessionária vinha buscando uma solução para seus problemas financeiros, decorrentes da queda na demanda. Com a queda da receita, o grupo acabou ficando atrasando o pagamento das outorgas. No leilão de concessão, em 2013, a concessionária aceitou pagar R$ 19 bilhões em 25 parcelas anuais durante a vigência do contrato. Com o envolvimento da Odebrecht na Operação Lava Jato, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) não liberou o empréstimo de longo prazo para dar continuidade aos investimentos no aeroporto.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/581116-reprogramacao-de-pagamento-do-galeao-da-sustentabilidade-ao-negocio.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!