Jornal do Comércio >> Dólar recua ante rivais, após comentários de Trump sobre paralisação do governo

O dólar recuou ante outras moedas fortes nesta quarta-feira (23), enquanto os investidores digeriram a incerteza política nos Estados Unidos, antes de discursos de banqueiros centrais que irão ocorrer no fim desta semana.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar caía a 108,99 ienes e o euro avançava a US$ 1,1822.

Na noite de terça-feira, 22, o presidente dos EUA, Donald Trump ameaçou paralisar o governo federal, se fosse necessário, para obter financiamento destinado à construção de um muro ao longo da fronteira com o México. Em um comício realizado em Phoenix, Arizona, o presidente também atacou seus colegas do Partido Republicano pelo fracasso em revogar e substituir o Obamacare e disse que poderia encerrar o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês).

“A paralisação do governo não é algo bom para o clima de investimento”, disseram analistas do Brown Brothers Harriman (BBH), em relatório a clientes. Os comentários de Trump fizeram com que o peso mexicano perdesse força: no fim da tarde, o dólar subia a 17,6999 pesos mexicanos.

Integrantes do mercado esperam pelos discursos de autoridades monetárias durante a conferência do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) em Jackson Hole, em busca de pistas sobre o ritmo de aperto monetário. Na sexta-feira, a presidente do Fed, Janet Yellen, discursa pela manhã e o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, fala à tarde.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/581458-dolar-recua-ante-rivais-apos-comentarios-de-trump-sobre-paralisacao-do-governo.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!