Jornal do Comércio >> Oi vai analisar proposta de reestruturação de credores, diz presidente

O presidente da Oi, Marcos Schroeder, afirmou que a companhia vai analisar a proposta de reestruturação apresentada na quarta-feira (23), por seus principais credores, representados pelo banco americano Moelis e pela assessoria G5, em parceria com bancos de fomentos estrangeiros, reunidos pela consultoria FTI. Protagonista do maior processo judicial do Brasil, com dívida de R$ 64 bilhões, a operadora enfrenta disputas entre credores e acionistas que têm impedido atingir um acordo sobre o melhor caminho para sua reengenharia.

Schroeder afirmou que a diretoria da operadora se reunirá na próxima semana com esse grupo e alguns bondholders. O executivo disse que a apresentação de uma proposta pelos credores é positiva e que quem está disposto a injetar dinheiro na companhia acredita nela. “Não estou falando que é uma proposta maravilhosa, mas vale discutir”, disse. Só após a análise pela diretoria ela será encaminhada ao conselho de administração da Oi.

A tele tinha até esta quinta-feira (24), para apresentar um plano de reestruturação reformulado à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com Schroeder, entretanto, o que foi entregue foi um resumo com o status da negociação com credores e bondholders. O executivo disse ainda que foi levado ao órgão regulador um desenho para a capitalização de R$ 8 bilhões proposta recentemente pela companhia, sendo R$ 5 bilhões em injeção de dinheiro e R$ 3 bilhões em conversão de dívida.

Schroeder garantiu apenas que o plano de recuperação apresentado em março não será o que irá à assembleia de credores. Neste plano, a proposta da Oi era que os credores financeiros ficassem com 25% do capital após a reestruturação. O administrador judicial da Oi encaminhou ao juízo da recuperação judicial uma sugestão de que a reunião seja realizada em 9 de outubro, o que Schroeder considerou um avanço por dar um horizonte para o fim da negociação. A tele tem que apresentar o plano reformulado até dez dias antes. “A grande briga na mesa é como dividir o tamanho dessa pizza: quanto fica para credores, bondholders (detentores de bônus da Oi) e atuais acionistas”, disse após o lançamento do Oito, novo hub de empreendedorismo e inovação da Oi, no Rio.

A proposta apresentada esta semana pelo grupo de credores, dono de R$ 22,6 bilhões da dívida Oi, prevê uma injeção de R$ 3 bilhões na companhia e não conta mais com a participação do empresário egípcio Naguib Sawiris, que estava alinhado com o Moelis. O plano prevê também a conversão de 88% das dívidas em ações. Na oferta anterior, apresentada somente pelos credores do Moelis, essa porcentagem era de 95%.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/581772-oi-vai-analisar-proposta-de-reestruturacao-de-credores-diz-presidente.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!