Valor >> Ferreira Gomes Energia, do Alupar, propõe redução de energia vendida

SÃO PAULO  –  A Ferreira Gomes Energia, do Grupo Alupar, divulgou neste sábado comunicado por meio da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em que solicita anuência prévia para a descontratação temporária da energia vendida por meio da celebração de contratos de comercialização no ambiente regulado (CCEARs) com as distribuidoras.

A empresa Ferreira Gomes Energia é a responsável pela construção e operação da futura Usina Hidrelétrica (UHE) Ferreira Gomes. A concessão dá o direito à empresa de operar a UHE até o ano de 2045.

A companhia foi criada no em setembro de 2010 pela Alupar Investimento S.A, grupo detentor de 100% do direito de concessão.

No comunicado, a Ferreira Gomes Energia informa que vai submeter à apreciação de assembleia geral de debenturistas, a ser realizada em 11 de setembro, o consentimento prévio (waiver) para proceder com essa redução temporária dos montantes de energia vendidos através dos contratos de comercialização no ambiente regulado, cedidos fiduciariamente pela emissora.

A Ferreira Gomes Energia destacou o contexto, em que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estabeleceu critérios para aplicação do mecanismo de compensação de sobras e déficits de energia elétrica e de potência de contratos de comercialização de energia elétrica proveniente de novos empreendimentos de geração (“MCSD”), através da Resolução Normativa nº 693, de 15 de dezembro de 2015, alterada pela Resolução Normativa nº727, de 21 de junho de 2016.

“A Emissora vislumbrou que uma eventual redução total, porém temporária, dos montantes de energia dispostos nos CCEARs celebrados, seria uma oportunidade de aumento considerável de sua receita”, afirma a companhia. “Isso porque, o preço atual médio é de R$ 108,00 MWh e nossa expectativa é a de celebração de novos contratos com o preço estimado não inferior a R$ 170,00 MWh. A redução envolveria os meses de outubro, novembro e dezembro de 2017 e todo o exercício de 2018, caso as condições de mercado assim permitam”, diz a Ferreira Gomes Energia no comunicado.

A empresa diz que celebraria um “Contrato de Compra e Venda de Energia no Ambiente Livre – CCVE” com sua controladora, Alupar Investimento S.A. (“Alupar”), “a qual possui ampla capacidade financeira para honrar com suas obrigações, conforme atestada através da obtenção de rating corporativo “brAA+” pela Fitch Ratings”.

Segundo a Ferreira Gomes Energia, a receita adicional a ser auferida em razão da celebração do CCVE com a Alupar também será cedida fiduciariamente aos debenturistas.

O contrato a ser celebrado com a Alupar cobriria integralmente o período descontratado através do MCSD e com preço não inferior ao de R$ 170,00 MW/h, estimado pela emissora, diz a empresa.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/empresas/5095860/ferreira-gomes-energia-do-alupar-propoe-reducao-de-energia-vendida.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!