Valor >> BrasilAgro tem lucro de R$ 21,1 milhões no 4º trimestre fiscal de 2017

SÃO PAULO  –  A BrasilAgro, companhia focada no desenvolvimento de terras agrícolas com atuação no Brasil e no Paraguai, registrou lucro líquido de R$ 21,127 milhões no quarto trimestre fiscal de 2017 (safra 2016/17), encerrado em junho. No mesmo período da temporada passada, a empresa havia registrado prejuízo líquido de R$ 16,995 milhões.

Segundo dados enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o resultado acumulado do ano fiscal de 2017 somou R$ 27,310 milhões, mais que o triplo do registrado no ano fiscal de 2016 (R$ 7,989 milhões).

De acordo com André Guillaumon, presidente da companhia, o bom desempenho do ano safra 2016/17 é consequência da grande produtividade, propiciada por um clima favorável, e pela estratégia comercial imobiliária. “Vendemos ativos com taxas de retorno interessantes, entre 16% e 20% neste ano”, afirmou.

O executivo também ressaltou que a compra de 10 mil hectares agricultáveis — onde a BrasilAgro pretende plantar soja precoce e milho de segunda safra — no Maranhão gerará “estabilidade operacional na companhia”. Fez parte da negociação da Fazenda São José no município de São Raimundo das Mangabeiras, sul do Estado do Maranhão, uma parceria agrícola de uma área de 15 mil hectares para produção de cana-de-açúcar.

No quarto trimestre da safra 2016/17, a BrasilAgro registrou receita líquida de R$ 115,818 milhões, mais que o dobro da vista no mesmo período da safra 2015/16 (R$ 48,802 milhões). Nos quatro trimestres, a companhia registrou receita líquida de R$ 193,538 milhões, aumento de 43,2% na comparação anual.

No último trimestre da safra 2016/17, a maior parte da receita da BrasilAgro veio da venda de grãos, chegando em R$ 54,852 milhões, aumento de 78,2% ante o mesmo período da safra 2015/16. A receita com venda de fazenda somou R$ 32,162 milhões e a receita de cana-de-açúcar ficou em R$ 24,259 milhões.

Guillaumon destacou que, para mitigar riscos, a companhia deve continuar com a estratégia de investir em pecuária no oeste da Bahia. Até junho, a empresa tinha 7.894 cabeças de gado na Fazenda Preferência e Jatobá.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 22,792 milhões no quarto trimestre da safra 2016/17, após ter registrado Ebitda negativo em R$ 3,308 milhões no mesmo trimestre da safra 2015/16. Nos quatro trimestres da safra 2016/17, a companhia acumulou Ebitda de R$ 20,033 milhões, após resultado negativo em R$ 6,466 milhões no mesmo período da safra 2015/16.

Em relatório, a companhia destacou que, durante o quatro trimestre fiscal de 2017, encerrou a colheita da safra 2016/17 de grãos nas propriedades do Brasil, em uma área de 26.081 hectares. Para a soja, a produtividade média foi 22,9% superior à estimativa da empresa, com resultado final de 2.659 quilos por hectare.

O milho safra, cuja produção está concentrada na Bahia, também registrou produtividade superior à estimada. O rendimento ficou 17,5% acima da previsão e atingiu 5.457 quilos por hectare.

Nas fazendas de cana-de-açúcar, a companhia informa que, entre janeiro e junho deste ano, foram colhidas 480,0 mil toneladas de cana-de-açúcar em 6.699 hectares das fazendas Alto Taquari, Araucária, Parceria III, no Centro-Oeste, e nas fazendas Parceria IV e São José, no Maranhão.

Para o ciclo 2017/18, o presidente da companhia informou que deve haver elevação de área entre 20% e 25% em decorrência da compra da Fazenda São José. E, segundo o executivo, as projeções de chuva dentro da média histórica para o Centro-Norte do país devem contribuir para uma boa produção de grãos.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/agro/5100228/brasilagro-tem-lucro-de-r-211-milhoes-no-4-trimestre-fiscal-de-2017.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!