Jornal do Comércio >> Bolsas sobem em Nova Iorque influenciadas por dados econômicos dos EUA

Os principais índices de ações das bolsas de Nova Iorque encerraram o pregão desta quinta-feira (31), em alta, influenciados por dados econômicos dos Estados Unidos.

O índice Nasdaq terminou aos 6.428,66 pontos, com alta de 0,95% na sessão e de 1,27% no acumulado de agosto. O Dow Jones encerrou aos 21.948,10 pontos, elevação diária de 0,25% e mensal de 0,26%. O S&P 500 marcou 2.471,65 pontos no fim do pregão, subida no dia de 0,57% e de 0,05% no mês.

Dois importantes indicadores da economia americana foram divulgados nesta quinta-feira. O Departamento do Comércio informou que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) cresceu 0,1% em julho na comparação com o mês anterior. Isso representou um pequeno progresso, após a leitura de junho mostrar estabilidade e a de maio, um recuo de 0,1%. Na comparação anual, porém, o índice do PCE manteve-se estável em alta de 1,4%, abaixo do patamar de 2,2% que chegou a ser registrado mais cedo neste ano e também inferior à meta do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), de 2%.

O núcleo do PCE, que exclui custos com energia e alimentos, cresceu 0,1% no mês de julho. O núcleo do PCE avançou 1,4% na comparação anual de julho, abaixo do 1,5% de junho e no nível mais baixo desde dezembro de 2015.

Por sua vez, o índice de atividade industrial de Chicago, elaborado pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês), ficou em 58,9 em agosto, inalterado ante o mês anterior O resultado surpreendeu analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda do indicador a 58.

Diante deste cenário, a perspectiva de que o Fed pode manter a taxa de juros inalterada neste ano – ou seja, que o custo do dinheiro permanecerá baixo – alimentou os ativos de maior risco

No noticiário corporativo, o setor de tecnologia foi mais uma vez destaque, após a Apple confirmar para 12 de setembro a data do evento anual em que geralmente ocorre o lançamento de novos produtos. As ações da companhia subiram 0,40% na sessão e tiveram elevação de 10,27% em agosto.

A elevação dos preços do petróleo também deu gás às ações em Nova York hoje. O subíndice NYSE Energy subiu 0,75%. O barril do óleo bruto tipo WTI para outubro em Nova York teve alta de 2,76%, a US$ 47,23, enquanto o do Brent para novembro, negociado em Londres, avançou 4,20%, a US$ 52,86.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/08/economia/583245-bolsas-sobem-em-nova-iorque-influenciadas-por-dados-economicos-dos-eua.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!