Jornal do Comércio >> Feriado nos Estados Unidos reduz liquidez nos mercados domésticos e juros fecham estáveis

Os juros futuros encerraram a sessão regular desta segunda-feira perto dos ajustes da última sexta-feira, com liquidez bastante afetada pela ausência de negócios em Wall Street. Hoje é feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos e os mercados não funcionaram por lá.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2018 (78.815 contratos), a que melhor reflete as expectativas para a Selic até o final deste ano, terminou na mínima de 7,760%, ante 7,790% no ajuste anterior. A taxa do DI para janeiro de 2019 (146.405 contratos) fechou em 7,81%, de 7,80% no último ajuste, e a do DI para janeiro de 2021 (58.300 contratos) passou de 9,21% para 9,20%. A taxa do DI para janeiro de 2023 (12.770 contratos) encerrou a 9,83%, de 9,84%.

Sem a referência do mercado americano, as taxas não se afastaram dos níveis anteriores durante todo o dia. Na abertura, houve uma leve pressão de alta, refletindo a cautela com a questão da Coreia do Norte e com uma possível segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. Mas foi se dissipando, dando lugar às expectativas de um número benigno do IPCA de agosto e de queda da Selic na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) na quarta-feira. A consolidação do recuo do dólar durante a sessão igualmente ajudou a apagar o viés de alta das taxas.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/583744-feriado-nos-eua-reduz-liquidez-nos-mercados-domesticos-e-juros-fecham-estaveis.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!