Valor >> Ibovespa sobe com alta de ações siderúrgicas

SÃO PAULO  –  Sem a referência do mercado americano, que não funcionou devido ao feriado do Dia do Trabalho, o Ibovespa fechou com leve alta de 0,29% aos 72.129 pontos, sustentado pela valorização das ações siderúrgicas. O giro financeiro ficou em R$ 3,8 bilhões, bem abaixo da média diária do ano, que é de R$ 6 bilhões.

As ações do setor de siderurgia mantiveram a tendência positiva dos últimos dias amparadas pela expectativa de retomada do crescimento econômico e do aumento dos preços do aço. As ações PNA da Usiminas subiram 7,89% (alta de 19,01% no mês), os papéis PN da Gerdau Metalúrgica tiveram ganho de 5,03% (alta de 10,78% no mês) e as ações da Gerdau subiram 2,54% (alta de 8,95% no mês).

“O preço das ações estava defasado nos últimos meses e agora passa por uma recuperação. Além disso, há um pouco de short squeeze de quem não estava apostando na alta dos papéis”, diz Leandro Martins, analista-chefe da Nova Futura. No setor de commodities, as ações das duas principais empresas — Vale e Petrobras — fecharam em alta. Vale ON subiu 1,21% e teve o maior volume de negócios do Ibovespa, de R$ 535,82 milhões. Petrobras PN subiu 1,07% e Petrobras ON ganhou 0,82%.

Excluindo as ações do setor siderúrgico, os demais papéis do Ibovespa tiveram altas menos expressivas. Os investidores mantiveram certa cautela com o cenário geopolítico. A Coreia do Norte fez testes com uma bomba de hidrogênio, o que elevou a aversão aos ativos de risco.

No cenário local, os investidores aguardaram pela aprovação no Senado da Medida Provisória que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP) que será usada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) nos empréstimos a partir de janeiro do ano que vem.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5107272/ibovespa-sobe-com-alta-de-acoes-siderurgicas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!