Jornal do Comércio >> Na SAP, Sartori recebe garantia de investimentos de R$ 40 milhões

Guilherme Daroit, de Waiblingen (Alemanha)

Após o anúncio de investimentos de R$ 300 milhões no Estado feito pela Stihl durante a manhã desta quinta-feira (7), o governador José Ivo Sartori seguiu para outra visita, desta vez na gigante de softwares empresariais SAP, localizada a cerca de uma hora e meia de distância. O encontro, entretanto, foi menos surpreendente. A empresa apenas reafirmou seu já conhecido plano de investimentos na unidade que mantém no Estado, dentro do Tecnosinos, em São Leopoldo. O objetivo da empresa é investir R$ 40 milhões no laboratório de pesquisa e desenvolvimento, aumentando o quadro de funcionários dos atuais 800 para 1,2 mil.

“Nosso laboratório de São Leopoldo é um grande ativo, fruto de um grande investimento, e vamos seguir investindo nele”, garantiu Clemens Daeschle, vice-presidente da rede SAP Labs, grupo de 19 centros de pesquisa da empresa, da qual o laboratório gaúcho faz parte, sendo o único na América Latina. Criado há 11 anos, o laboratório de São Leopoldo esteve por muito tempo focado principalmente no desenvolvimento de soluções locais para os mercados brasileiro e latino. Há pouco tempo, porém, foi escolhido como um dos quatro centros da SAP para desenvolvimento global de soluções para Big Data, learning machine e Internet das Coisas junto com Paris, Bangalore e Nova Iorque.

Com isso, não apenas o prédio ficou pequeno – boa parte do valor anunciado é dedicado à ampliação física – como também o time de funcionários está curto. Hoje, são 20 profissionais na equipe voltada apenas para pesquisas em Big Data, e devem ser 100 até 2020.

O problema, segundo o vice-presidente executivo da SAP, Franz Faerber, é encontrar profissionais em quantidade para isso, ainda que a própria qualificação dos brasileiros tenha sido apontada por Faerber, junto com o entusiasmo dos brasileiros, como diferenciais para o centro gaúcho. “Queríamos empregar mais pessoas, mas é difícil achar mão de obra qualificada. Nosso pedido é que invistam mais em educação”, solicitou o executivo a Sartori durante a reunião. Além disso, os executivos ainda solicitaram mais atenção à segurança, que seria a reclamação mais recorrente dos funcionários em relação ao Brasil. “Apesar disso, estamos extremamente satisfeitos com a unidade de São Leopoldo, que vem crescendo muito rápido”, salientou Faerber.

Aos executivos, Sartori defendeu a formação dos profissionais gaúchos, salientando que o Estado possui 23 universidades e 15 parques tecnológicos, como o Tecnosinos. “Sabemos que a mão de obra gaúcha é a mais cara, mas são muito bem qualificados”, ressaltou o governador, que elencou ainda medidas tomadas na contratação de policiais e outros investimentos acertados para a região do Vale do Sinos, como a cooperação com o Medical Valley alemão. Após a reunião, Sartori avaliou a reunião como positiva. “O mais confortável na SAP foi terem garantido até 2020 um aumento considerável de emprego de pessoas talentosas no sentido da inovação e da tecnologia, que são a nova moeda do mundo”, avaliou Sartori após a reunião.

O governador ainda se colocou à disposição da empresa para avaliar possíveis pleitos da SAP em relação à expansão em São Leopoldo. “Meu pedido, então, é que tenhamos um voo direto Frankfurt (localizada a menos de uma hora de automóvel da sede da SAP) a Porto Alegre”, brincou Faerber, em um dos momentos de descontração na reunião. Sartori garantiu que fará o pedido à Fraport, administradora dos dois aeroportos, e que será a última parada da missão gaúcha à Alemanha nesta sexta-feira.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/584377-na-sap-sartori-recebe-garantia-de-investimentos-de-r-40-milhoes.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!