Jornal do Comércio >> Oito executivos da PdVSA são detidos na Venezuela por supostos atos de corrupção

Oito executivos da estatal venezuelana PdVSA foram detidos por suposta vinculação com atos de corrupção que geraram um dano patrimonial de milhões de dólares, informou o procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab nesta quinta-feira.

A petroleira estatal enfrenta um escândalo de corrupção em meio a uma complexa situação econômica que ameaça se agravar após severas sanções impostas no mês passado pelos Estados Unidos ao país sul-americano. Em uma coletiva de imprensa, Saab disse que foram detectadas uma série de irregularidades na companhia, tais como subtração e comercialização ilegal de petróleo bruto, que havia sido enviado a ilhas do Caribe; compra irregular de aditivos para processar petróleo; sabotagens; um aumento desmedido dos roubos que afetaram a produção e atrasos premetidtados em tarefas de manutenção.

As ações irregularidades, que haviam sido realizadas havia dois anos, foram denunciadas a autoridades da empresa mista Petrozamora, do Estado de Zulia, em que participaram como sócios a companhia russa Gazprombank e a PdVSA.

Saab afirmou que,pelo caso, foram detidos o diretor executivo de produção Gustavo José Malavé, o subdiretor de produção Juan Carrillo, outro diretor e mais cinco gerentes. Os procuradores detiveram os oito executivos por supostos delitos de tráfico ilícito de material estratégico, associação criminosa, peculato e danos à indústria petroleira, entre outros. 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/584497-oito-executivos-da-pdvsa-sao-detidos-na-venezuela-por-supostos-atos-de-corrupcao.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!