Jornal do Comércio >> Governo não tem condições de votar duas reformas ao mesmo tempo, afirma Dyogo Oliveira

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou que “não há pernas” nem condições operacionais hoje em Brasília para tocar duas reformas ao mesmo tempo, a tributária e a da Previdência. “A reforma mais urgente é a da Previdência. A tributária é o passo seguinte”, disse ontem a jornalistas após fazer palestra em evento na Fundação Getulio Vargas (FGV) em São Paulo.

“Reforma da Previdência e tributária é a sequência para revigorar o crescimento”, disse Oliveira. Após a apresentação na FGV, na parte de perguntas e respostas da plateia, o ministro foi questionado sobre se haverá necessidade de nova alta de imposto. Oliveira ressaltou que o governo está trabalhando para a reforma tributária. “Falar em aumentar imposto na atual conjuntura é inviável”, disse ele.

O ministro do Planejamento afirmou ainda a jornalistas que o governo fará, nesta semana, uma revisão de receitas e despesas, e a expectativa é que seja divulgado, ainda neste mês, o volume de descontingenciamento que pode ocorrer. Ele disse que segue com a expectativa de que, para manter o funcionamento dos órgãos públicos, são necessários entre R$ 8 bilhões e R$ 10 bilhões.

Oliveira descartou que haja fechamento de órgãos do governo, como têm alertado economistas. “Acreditamos que manteremos o funcionamento regular dos órgãos”, disse ele, ressaltando que não há possibilidades de aumento de despesas.

Novamente sobre a reforma da Previdência, o ministro do Planejamento ressaltou aos jornalistas que o calendário de votação será determinado pelo Congresso. “O máximo que podemos fazer é prestar toda informação, todo apoio que os parlamentares necessitam.”

 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/584945-governo-nao-tem-condicoes-de-votar-duas-reformas-ao-mesmo-tempo-afirma-dyogo-oliveira.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!