Jornal do Comércio >> Apple lança o iPhone X em busca do segmento ‘premium’

Após meses de rumores, vazamentos de informações e até filas antecipadas, a espera dos fãs acabou. A Apple revelou ontem, durante evento em Cupertino, na Califórnia (EUA), seus novos iPhones. Dez anos após o lançamento do modelo original, a empresa anunciou três aparelhos: o iPhone 8, o iPhone 8 Plus e a estrela principal do dia: o iPhone X, espécie de edição comemorativa, voltado para o segmento premium.

O anúncio do iPhone X – que os executivos da Apple chamam de “iPhone Dez” – veio após o famoso “one more thing” (mais uma coisa), uma marca registrada de Steve Jobs, que usou a expressão para apresentar os produtos mais icônicos da empresa.

“Vamos revelar um produto que estabelecerá o caminho para a tecnologia daqui para frente”, disse Tim Cook, diretor executivo da Apple.

Confirmando os rumores, o iPhone X sairá por pelo menos US$ 999,00, e será o aparelho mais caro já vendido pela Apple. O aparelho será disponibilizado em duas configurações, com capacidades de armazenamento de 64 Gb e 256 Gb. Os pedidos nos EUA podem ser feitos a partir de 27 de outubro, e começam a ser vendidos só no dia 3 de novembro – a tempo das vendas de Natal. A Apple não revelou em que outros países o novo iPhone estará disponível.

Como esperado, o iPhone 8 terá uma tela Oled, batizada de Super Retina Display, com mais resolução, contraste, brilho e cores mais realistas. Pela primeira vez, o aparelho não terá o famoso botão central, que leva de volta à tela inicial. A tela, de 5,8 polegadas, tomará praticamente toda a área frontal do dispositivo.

A apresentação da Apple também confirmou o sistema de desbloqueio por meio de reconhecimento facial. O recurso se chamará Face ID e usará uma câmera capaz de captar profundidade. Segundo a companhia, os dados dos padrões dos rostos não serão enviados.

A companhia garante que o sistema é seguro. A chance de que uma pessoa qualquer olhe para um iPhone alheio e consiga desbloqueá-lo é de 1 em 1 milhão. No sistema anterior, de desbloqueio por impressão digital, essa possibilidade era de 1 em 50 mil.

Mas o sistema de reconhecimento facial falhou durante a demonstração do desbloqueio de tela feita por um dos executivos da companhia. O aparelho não identificou o rosto dele, voltando a funcionar alguns segundos depois.

 

Além da nova linha de iPhones, a Apple anunciou ontem a terceira geração do Apple Watch. O produto chega às lojas de 35 países em 19 de setembro, com custo de US$ 329,00 a US$ 399,00.

De acordo com o presidente executivo da companhia, Tim Cook, o Apple Watch se tornou, nos últimos meses, o relógio mais vendido no mundo. O redesenho do produto leva em conta novas funções para praticantes de esportes bem como melhora do sistema de monitoramento cardíaco. Os dados sobre a saúde dos usuários serão compilados pela Universidade de Stanford.

A gigante de tecnologia anunciou também a nova Apple TV 4K, capaz de transmitir vídeos em alta definição para televisores compatíveis, atualizando o dispositivo em linha com produtos concorrentes da Roku e da Amazon.

A Apple venderá filmes em ultra-alta definição no iTunes por US$ 19,99. Através de parceria com empresas de mídia e estúdios, como a ESPN, serão transmitidos esportes ao vivo em 4K. Estúdios como Fox e MGM também assinaram com a gigante de tecnologia para a entrega de filmes em 4K. Ainda não há data para lançamento dos produtos no Brasil.

 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/585134-apple-lanca-o-iphone-x-em-busca-do-segmento-premium.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!