Jornal do Comércio >> Diretor do Bndes diz que valor de devolução ao Tesouro pode ser revisto

O novo diretor de Planejamento e Crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes), Carlos da Costa, afirmou a jornalistas nesta segunda-feira (18), que os R$ 180 bilhões que o governo quer que a instituição devolva ao Tesouro são um valor “salgado”. “Se comprometer o investimento, vamos ter que encontrar uma saída alternativa. Se os R$ 180 bilhões colocarem em risco a missão do Bndes eles não serão R$ 180 bilhões.”

O presidente da instituição, Paulo Rabello de Castro, também havia criticado essa exigência do governo, ressaltando que é inviável e que é preciso que o Bndes fique com um caixa.

O governo solicitou o pagamento de R$ 180 bilhões de uma dívida de R$ 450 bilhões do Bndes. Segundo Costa, o banco avalia neste momento qual valor seria viável devolver. Ele, porém, evitou falar em números para os jornalistas.

Em palestra hoje na Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Costa defendeu que o Bndes continue a emprestar recursos para áreas importantes, como infraestrutura, inovação e para pequenas e médias empresas.

Costa defendeu também os empréstimos com juros subsidiados concedidos pelo Bndes por meio da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). Não fosse esse crédito, a situação da economia hoje estaria muito pior, disse em sua palestra, ressaltando que o pouco de investimento que aconteceu no Brasil foi por conta dessa taxa menor.

Para o diretor do Bndes, a TJLP deveria hoje ser de 6,3%. O indicador será substituído pela Taxa de Longo Prazo (TLP), o novo referencial para os empréstimos do banco.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/586320-diretor-do-bndes-diz-que-valor-de-devolucao-ao-tesouro-pode-ser-revisto.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!