Valor >> Banco Central ganha R$ 1,275 bilhão com swaps em setembro até dia 15

BRASÍLIA  –  O Banco Central (BC) registra ganho de R$ 1,275 bilhão com as operações de swap cambial em setembro, até o dia 15. Em agosto, a perda tinha sido de R$ 30 milhões. Em setembro do ano passado, o BC lucrou R$ 1,118 bilhão. No ano, a conta está positiva em R$ 10,557 bilhões. E em 2016, a conta de swaps foi positiva em R$ 75,562 bilhões, após perda de R$ 89,657 bilhões em 2015.

O swap cambial é um derivativo que relaciona as variações na taxa de câmbio com os juros em um determinado período. De forma simplificada, o BC é ganhador quando o dólar cai e perdedor quando a moeda americana sobe ante o real.

Os swaps não são feitos para o BC ter ganhos ou perdas, mas são uma forma de oferecer proteção cambial ao mercado e prover liquidez em momentos de instabilidade, preservando as reservas internacionais.

O estoque de contratos já passou dos US$ 100 bilhões, caiu para menos de US$ 18 bilhões, mas voltou a subir e está na linha dos US$ 27,7 bilhões depois que o BC fez ofertas novas de contratos entre os dias 18 e 23 maio para conter a instabilidade no mercado gerada pela delação dos controladores da JBS. Em outubro vencem quase US$ 10 bilhões, e o BC está fazendo a rolagem de 60% do lote.

No lado das reservas internacionais quando convertidas para reais, a perda em setembro, também até o dia 15, estava em R$ 9,040 bilhões. Em agosto, foi registrada perda de R$ 113 milhões. A perda do ano está em R$ 92,679 bilhões. Em 2016, a perda contábil foi de R$ 324,123 bilhões. Em 2015, com a alta do dólar, o ganho de variação cambial com as reservas tinha sido de R$ 260 bilhões.

As operações de swaps têm impacto fiscal, pois ganhos e perdas são contabilizados na conta de juros, com consequente reflexo no resultado nominal do setor público. Em 2015, a perda de swaps elevou o gasto com juro a 8,36% do PIB e puxou o déficit nominal a 10,22% do produto. Já em 2016, o ganho com essas operações ajudou a reduzir o gasto com juros a 6,49%, trazendo o déficit nominal para 8,98% do PIB. Neste ano, com a queda no estoque de swaps, as variações deixam de ser determinantes para o comportamento dos indicadores fiscais, que passam a refletir o crescimento do endividamento e o comportamento da taxa de juros e da inflação.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5127088/banco-central-ganha-r-1275-bilhao-com-swaps-em-setembro-ate-dia-15.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!