Jornal do Comércio >> Governo argentino libera importação de carne bovina fresca do Brasil

Agência O Globo

O governo argentino liberou esta semana as importações de carne bovina fresca proveniente do Brasil, depois de vários anos de restrições aplicadas após a descoberta de um caso da doença da vaca louca. A decisão da Casa Rosada foi informada pelo Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar (Senasa), que voltará a emitir certificados para a entrada de carne fresca brasileira.

A Argentina acaba de autorizar, também, a entrada de carne porcina dos Estados Unidos, medida que busca conseguir, em contrapartida, sinal verde das autoridades americanas para que possam entrar no mercado americano a carne e os limões argentinos.

As restrições à carne fresca brasileira começaram em 2012. Outros produtos continuaram entrando, de acordo com dados do próprio Senasa. Em 2016, o Brasil exportou 1.999 toneladas de produtos derivados da carne, mas desde 2012 não entra carne fresca. “O Brasil já tinha o mercado aberto, o que se fez foi eliminar exigências que eram feitas para a entrada de seus produtos”, explicou ao jornal La Nación o presidente da Câmara da Indústria e Comércio da Carnes (Ciccra), Miguel Schiariti.

A balança bilateral do setor é amplamente favorável aos argentinos. No ano passado, o país exportou 5.457 toneladas de carne para o Brasil, o que representou um aumento de 17% em relação ao ano anterior. Um dos tipos de carne argentina mais vendida para o mercado brasileiro é a picanha.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/586777-governo-argentino-libera-importacao-de-carne-bovina-fresca-do-brasil.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!