Valor >> Ibovespa tem novo dia de correção e dólar sobe seguindo cena externa

SÃO PAULO  –  O Ibovespa aproveita o novo dia de baixa de papéis ligados à siderurgia e mineração para realizar uma nova correção, esperada por parte dos operadores de mercado diante da força que o índice vem mostrando nos últimos pregões.

Até o fim do dia, porém, parte dos investidores pode aproveitar a realização de lucros já feita até agora para voltar a ajustar posição, levando o índice novamente a ganhar força e oscilar mais próximo da estabilidade.

Às 13h13, o Ibovespa tinha queda de 0,81%, aos 75.391 pontos. Entre os destaques do começo desta tarde, Vale ON recuava 2,41%. Também tinha baixa Usiminas PNA (-0,96%), Gerdau PN (-1,78%), Gerdau Metalúrgica (-1,40%) e CSN (-3,70%). 

Câmbio

O dólar até tentou cair durante a manhã, mas retornou ao movimento de alta moderada. O comportamento da moeda americana no exterior dita o rumo do câmbio doméstico, embora a visão de que o espaço para valorização adicional do real ainda prevaleça.

O movimento global é atribuído em boa parte a ajustes de posições à percepção de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) pode caminhar para nova elevação de juros neste ano. A aposta num aperto adicional em 2017 vinha contida até algumas semanas atrás e foi reforçada ontem pela comunicação do banco central americano.

Às 13h17, o dólar comercial subia 0,23%, a R$ 3,1371. Na máxima, atingiu R$ 3,1425 e, na mínima, R$ 3,1258. O dólar futuro para outubro subia 0,18% para R$ 3,1425.

O contrato futuro para outubro, por usa vez, marca R$ 3,1400, em alta de 0,10%.

Juros

A aposta de que a Selic vai cair abaixo dos 7% e permanecer em um nível baixo por um período prolongado provocou mais uma rodada de queda dos juros futuros nesta quinta-feira. As taxas caíram em todos os vencimentos, mas com mais intensidade nos prazos estendidos. 

O Relatório de Inflação divulgado nesta quinta-feira mostra que, com uma Selic em 7%, como projeta o Focus, o IPCA em 2018 fica em para 4,3%, abaixo da meta, portanto. Para 2019, cede para 4,2%.

O resultado do IPCA-15 de setembro, que subiu 0,11%, menos do que o esperado pelos analistas ouvidos pelo Valor Data (0,15%) corrobora essa visão de inflação em queda, com chances de haver novas surpresas positivas à frente.

Às 13h19, o DI janeiro 2019 marcava 7,28%.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5128586/ibovespa-tem-novo-dia-de-correcao-e-dolar-sobe-seguindo-cena-externa.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!