Valor >> Dólar acumula alta de 0,45% na semana

SÃO PAULO  –  O comportamento do câmbio doméstico foi novamente direcionado pelo exterior. Em dia de baixa quase generalizada da moeda dos Estados Unidos, houve, por aqui, queda moderada da cotação, ainda respeitando a banda informal de R$ 3,10 a R$ 3,15. O movimento, entretanto, não foi suficiente para superar o ajuste de alta à percepção de que ainda está na mesa uma nova elevação de juros nos Estados Unidos em 2017.

Domesticamente, as atenções nos próximos dias devem se voltar para a tramitação na Câmara da denúncia contra o presidente Michel Temer. O comportamento dos ativos domésticos reflete a leitura de que o peemedebista deve ter apoio suficiente para barrar o processo.

Ainda assim, o risco é de que a agenda de reformas, em especial a da Previdência, continue a ser postergada. A aprovação da medida antes da eleição presidencial de 2018 não parece estar nos preços. Até por isso, uma surpresa positiva tem potencial de reduzir o prêmio.

Para essa descompressão, também é observada a situação fiscal. O resultado primário estimado pelo 4º Relatório Bimestral de Receitas e Despesas, divulgado nesta sexta-feira (22) pelo Ministério do Planejamento, subiu de um déficit de R$ 139 bilhões para um resultado negativo de R$ 146,175 bilhões.

O mercado de câmbio ainda pode observar alguma instabilidade típica de fim de mês por causa da formação da PTAX. A taxa serve de referência para liquidação de derivativos cambiais e, por isso, costuma gerar disputa entre players com posições diferentes no mercado.

Já no começo de outubro devem vencer US$ 3,975 bilhões em contratos de swap cambial, caso o Banco Central mantenha o ritmo atual de rolagem do vencimento de outubro. O BC tem sinalizado a intenção de postergar o prazo de US$ 6 bilhões de papéis que expirariam no próximo dia 2 ante o lote de US$ 9,975 bilhões.

“Esse efeito de redução de liquidez já está antecipado pelo mercado, mas não dá para descartar algum impacto”, diz um operador.

O dólar comercial terminou a sessão desta sexta-feira em queda de 0,48%, a R$ 3,1276. Na semana, acumulou ganho de 0,45%, mesma direção das perdas de outros emergentes.

O contrato futuro para outubro, por sua vez, recuava 0,40%, a R$ 3,1295, por volta das 17h30.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5130536/dolar-acumula-alta-de-045-na-semana.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!