Valor >> Rumo aprova oferta pública restrita de 220 milhões de ações

SÃO PAULO  –  A Rumo, operadora logística com base ferroviária, aprovou nesta quinta-feira, em reunião do conselho de administração, a realização de oferta pública de distribuição primária de, inicialmente, 220 milhões de ações ordinárias com esforços restritos de colocação.

Segundo Fato Relevante enviado na madrugada desta sexta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta ficará sob a coordenação do Banco Bradesco BBI, do Banco Morgan Stanley, do Banco Santander (Brasil) e do BB-Banco de Investimento e, em conjunto com o coordenador líder, o Morgan Stanley e o Santander.

Simultaneamente, no âmbito da oferta, serão também realizados esforços de colocação no exterior pelo Bradesco Securities, pelo Morgan Stanley & Co. LLC, pelo Santander Investment Securities Inc. e pelo Banco do Brasil Securities LLC.

A quantidade de ações inicialmente ofertada poderá, a critério da companhia em comum acordo com os coordenadores da oferta, ser acrescida em até 15% do total de ações inicialmente ofertadas, ou seja, em até 33 milhões ações ordinárias de emissão da companhia, nas mesmas condições e no mesmo preço das ações inicialmente ofertadas.

De acordo com o comunicado, não haverá procedimento de estabilização do preço das ações após a realização da oferta e, consequentemente, o preço das ações no mercado secundário da B3 poderá flutuar significativamente após a colocação das ações.

O preço por ação, o efetivo aumento de capital da companhia, dentro do limite do capital autorizado, bem como a homologação do aumento de capital, serão aprovados em reunião do Conselho de Administração da companhia a ser realizada após a conclusão do procedimento de bookbuilding.

O preço por ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento, tendo como parâmetro a cotação das ações ordinárias de emissão da companhia na B3 e as indicações de interesse em função da qualidade e quantidade da demanda (por volume e preço) pelas ações, coletadas junto a investidores profissionais, e será aprovado pelo Conselho de Administração da companhia.

O preço por ação não será indicativo de preços que prevalecerão no mercado após a conclusão da oferta. A participação da Cosan Logística na oferta não será considerada para efeitos da fixação do preço por ação, diz o comunicado.

A cotação de fechamento das ações ordinárias de emissão da companhia na B3, em 21 de setembro de 2017, foi de R$ 10,39 por ação de emissão da companhia. Com base neste preço por ação indicativo, o montante total da Oferta seria R$ 2.285.800.000,00, sem considerar as ações suplementares, e de R$ 2.628.670.000,00, considerando a totalidade das ações suplementares.

Os recursos líquidos oriundos da oferta, incluindo ou não a colocação das ações suplementares, serão destinados para redução da alavancagem; redução do endividamento líquido e reforço de caixa.

A íntegra do Fato Relevante pode ser acessada aqui.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/empresas/5129554/rumo-aprova-oferta-publica-restrita-de-220-milhoes-de-acoes.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!