Jornal do Comércio >> Micro e pequenas empresas do setor de Serviços são as que mais contrataram em 2017

As micro e pequenas empresas apresentaram um saldo positivo de criação de empregos com carteira assinada no país pelo quinto mês consecutivo. O setor de Serviços é o principal responsável pelo bom desempenho neste ano. Em agosto, o setor foi responsável por 28 mil novos postos de trabalho, e no acumulado do ano, por 204 mil, ou seja, por 62% das contratações com carteira assinada.

De acordo com levantamento feito pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de agosto, os pequenos negócios geraram 47,4 mil postos de trabalho, enquanto que as médias e grandes empresas fecharam cerca de 12,5 mil vagas.

De janeiro a agosto, os pequenos negócios acumularam saldo positivo de quase 327 mil empregos, enquanto as médias e grandes empresas extinguiram 182,4 mil postos de trabalho.  A Agropecuária, o segundo setor com maior geração de empregos no ano com 74 mil novos postos, foi a única que apresentou resultado negativo em agosto, com encerramento de 12,6 mil vagas.

No mês passado, o segundo setor que mais gerou empregos foi o Comércio com a criação de 14,2 mil novos postos, o que representa mais um sinal de recuperação, já que esse é o único setor que, no acumulado do ano, ainda apresenta um saldo negativo de 20,7 mil.

A Construção Civil abriu 8,9 mil postos em agosto, e a Indústria, 8,4 mil. No acumulado do ano, esses dois setores apresentam, respectivamente, saldos positivos de 28,3 mil e 36,7 mil postos de trabalho.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/09/jornal-do-comercio-micro-e-pequenas-empresas-do-setor-de-servicos-sao-as-que-mais-contrataram-em-2017.br_conteudo/2017/09/economia/587022-micro-e-pequenas-empresas-do-setor-de-servicos-sao-as-que-mais-contrataram-em-2017.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!