Jornal do Comércio >> Projeção de IPCA de 2017 passa de 3,7% para 3,5% em relatório do Orçamento

O Ministério do Planejamento reduziu novamente a projeção do governo para a inflação medida pelo IPCA em 2017, de 3,7% para 3,5%, de acordo com o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do 4º bimestre, divulgado nesta sexta-feira (22).

A queda na inflação projetada para este ano tem sido uma das principais explicações da equipe econômica para a frustração da arrecadação de tributos desde o começo do ano. No Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado ontem pelo Banco Central, o cenário de mercado aponta para um IPCA de 3,2% em 2017

O Ministério do Planejamento também revisou a projeção para o IGP-DI de 2017, de um recuo de 0,4% para uma queda de 1,0%. No último Boletim Focus, do BC, a projeção de mercado apontava para uma queda de 0,92% no índice este ano.

Apesar de o mercado apostar em uma alta no PIB de 2017 de 0,6% e de o BC ter estimado ontem uma expansão de 0,7% no Produto Interno Bruto, a equipe econômica manteve a projeção de crescimento da economia em 0,5% este ano. Da mesma forma, a projeção do governo para câmbio médio em 2017 continuou em R$ 3,20.

Com a continuidade do ciclo de cortes na taxa básica de juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom), a projeção do Planejamento para a Selic média em 2017 caiu de 10,2% para 10,0% ao ano. No último Focus, as estimativas do mercado projetaram uma Selic média de 9,84% ao ano em 2017.

Por fim, graças ao desempenho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) nos últimos meses, com a criação líquida de vagas formais de trabalho, a projeção de alta da massa salarial nominal passou de 4,0% para 4,7% este ano.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/09/jornal-do-comercio-projecao-de-ipca-de-2017-passa-de-37-para-35-em-relatorio-do-orcamento.br_conteudo/2017/09/economia/586966-projecao-de-ipca-de-2017-passa-de-3-7-para-3-5-em-relatorio-do-orcamento.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!