Jornal do Comércio >> ANP habilita 11 empresas para disputar áreas do pré-sal em outubro

Folhapress

A ANP (Agência Nacional do Petróleo) informou nesta terça-feira (26) que 11 empresas foram habilitadas para disputar áreas do pré-sal em leilões agendados para o dia 27 de outubro. Oito delas estarão presentes nos dois leilões e três, em apenas um. Serão duas rodadas de licitação no mesmo dia, em que a ANP oferecerá oito áreas. Se vender todas, o governo terá uma arrecadação de R$ 7,75 bilhões.

Entre as inscritas para os dois leilões, estão companhias que já têm presença no pré-sal, como a anglo-holandesa Shell, a norueguesa Statoil, a espanhola Repsol, a francesa Total e a portuguesa Galp, além da Petrobras. A gigante americana ExxonMobil, que já tentou, sem sucesso, encontrar reservas no país, também está inscrita para as duas disputas, assim com a Petronas, da Malásia.

No primeiro leilão, a ANP oferecerá jazidas adjacentes a reservas já descobertas, mas que se estendem para fora da área de concessão original: Sapinhoá, Carcará, Gato do Mato e Tartaruga Verde. A Petrobras exerceu direito de preferência por Sapinhoá, pedaço do segundo maior campo brasileiro atualmente. Isso significa que, independente de quem for o vencedor do leilão, a estatal terá direito a decidir por uma fatia 30% do consórcio e pela operação da área.

Carcará é hoje uma concessão operada pela Statoil. Já a concessão de Gato do Mato é da Shell. As duas devem fazer lances pelas áreas em oferta. Já a concessão de Tartaruga Verde é da Petrobras, mas a empresa está tentando vender o negócio, como parte de seu plano de desinvestimentos.

No segundo leilão, a ANP oferecerá novas áreas do pré-sal, chamadas Pau Brasil, Peroba, Alto de Cabo Frio-Oeste e Alto de Cabo Frio-Central. A Petrobras decidiu exercer o direito de preferência por duas áreas: Peroba e Alto de Cabo Frio.

A primeira está localizada no limite entre os Estados do Rio e São Paulo, perto dos dois maiores campos produtores do país – Lula e Sapinhoá. Alto de Cabo Frio-Central fica ao norte da Bacia de Santos, em uma área ainda pouco explorada. Além das oito empresas já citadas, participarão dessa disputa a britânica, BP, a chinesa CNOOC e a QPI, do Catar.

Nesta quarta (27), a ANP realiza a 14ª Rodada de Licitações com foco no pós-sal. Serão oferecidas 287 áreas espalhadas pelo Brasil. Para esta disputa, 32 empresas estão inscritas. Com os três leilões, a agência estima que o Brasil terá US$ 80 bilhões em investimentos, metade disso em São Paulo, que deve se tornar o principal foco de crescimento da produção nacional nos próximos anos.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/587513-anp-habilita-11-empresas-para-disputar-areas-do-pre-sal-em-outubro.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!