Jornal do Comércio >> União Europeia diz que finanças da Grécia estão estabilizadas

A União Europeia decidiu nesta segunda-feira finalizar os procedimentos disciplinares contra os déficits excessivos da Grécia, um sinal do progresso que o país fez para trazer ordem às finanças públicas.

Os procedimentos chamados de déficits excessivos são promulgados quando um país relata consistentemente um déficit maior que 3% do Produto Interno Bruto (PIB). Desde 2009 a UE havia submetido a Grécia a este procedimento.

A decisão é em grande parte simbólica, mas reflete uma maior confiança nas finanças públicas da Grécia, uma vez que Atenas não prevê um déficit superior a 3% do PIB há muitos anos. No ano passado, a Grécia apresentou saldo negativo nas contas públicas de 0,7% do PIB, em comparação com um déficit de 15,1% em 2009.

Ainda assim, a Grécia permanece sob o terceiro programa de resgate, que termina em agosto de 2018. Mesmo que seja bem sucedida em sair do programa de resgate, é provável que permaneça sujeita a um monitoramento adicional. A decisão deixa a França e a Espanha como os únicos países da zona euro sujeitos ao procedimento de déficit excessivo.

O chefe dos ministros de Finanças da zona do euro, Jeroen Dijsselbloem, pediu que a Grécia conclua “até o final do ano” o programa de revisão do resgate. “E o próximo passo, após a conclusão da revisão, será a saída da Grécia do programa de resgate”, afirmou.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/587414-uniao-europeia-diz-que-financas-da-grecia-estao-estabilizadas.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!