Valor >> Senador apresenta projeto que prevê quarentena para procuradores

BRASÍLIA  –  O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) apresentou na última quinta-feira projeto de lei que estipula uma quarentena de três anos para que ex-magistrados e ex-membros do Ministério Público possam trabalhar como advogados. A informação foi divulgada hoje pela assessoria do senador.

Para determinar a quarentena, o projeto acrescenta um terceiro inciso ao artigo 30 da lei 8.906 de 1994. E inclui, ainda, impedimento a “qualquer atividade que possa configurar conflito de interesse ou utilização de informação privilegiada”.

O projeto surge em meio a controvérsias envolvendo a equipe do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Auxiliar próximo de Janot, o ex-procurador Marcelo Miller é acusado de prestar consultoria à JBS enquanto ainda trabalhava na Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em abril, ele foi contratado pelo escritório Trench Rossi Watanabe, que negociou o acordo de leniência da J&F, holding que detém o controle da JBS.

Ataídes é presidente da CPMI da JBS, que apura o acordo de colaboração firmado entre a PGR e a JBS, classificado por ele como “delação superpremiada”.

Para críticos, a CPMI foi aberta com a função de acossar Janot, vingar-se da JBS por haver delatado o presidente Michel Temer e atacar o instituto da delação premiada.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/politica/5133182/senador-apresenta-projeto-que-preve-quarentena-para-procuradores.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!